Bispo de Marabá realiza celebração ecumênica pelos 20 anos do massacre de Eldorado dos Carajás

Em 17 de abril de 1996, dezenove trabalhadores rurais foram mortos

O bispo de Marabá (PA), dom Vital Corbellini, realizou uma celebração ecumênica no dia 17 de abril, por ocasião dos 20 anos do massacre em Eldorado dos Carajás. Caravanas, pastorais, movimentos da Igreja e da sociedade participaram do ato que homenageou os dezenove trabalhadores rurais, mortos pela polícia militar por questões agrárias.

“Nós fazemos memória de 20 anos de massacre de Eldorado dos Carajás. A memória diz que muito sangue foi derramado naquele dia, por causa da luta pela terra. A terra é um dom de Deus. Deus criou a terra para ser de todos e não apenas de algumas pessoas”, afirmou dom Vital.

Ainda de acordo com o bispo, esta data jamais poderia ser esquecida, pois está na lembrança do país. “Queremos a justiça no campo, queremos a fraternidade, a superação da violência, das mortes de colonos e de colonas que ainda hoje tombam por causa do bem e do amor. São vinte anos de memória, de sangue derramado, mas de muita esperança no Deus da vida, Uno e Trino”, enfatizou.

Durante o dia houve encenações para fazer memória ao dia do massacre. Pessoas ligadas à Conferência Internacional pela Reforma Agrária também estiveram presentes.

“O fato é que a violência no campo continua com índices bem altos de mortes de agricultores e de agricultoras sobretudo na região Norte, Sul do Estado do Pará. É preciso lutar pela Reforma Agrária e pela paz no campo. Na diocese de Marabá temos muitos acampamentos e assentamentos de colonos. Como Igreja estamos ao lado dessas pessoas simples, pobres que desejam terra para ter vida digna e também buscam a vida comunitária no seguimento a Jesus Cristo”, finalizou o bispo.

 

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This