Bispos argentinos se encontram com o presidente do país e manifestam preocupação

Notícia veiculada pela agência Fides trata d a preocupação da Igreja na Argentina para a situação social do país e da ascensão da “novas divisões na sociedade” foi expressa pela Comissão Executiva da Conferência Episcopal Argentina (CEA) Presidente Mauricio Macri, durante reunião habitual para a apresentação de saudações de Natal, que aconteceu ontem no edifício do Governo.

O encontro aconteceu “em um clima de diálogo aberto, no qual todos expressaram suas idéias com sinceridade e liberdade“, relata o comunicado do CEA enviado à Agência Fides. O Comitê Executivo da CEA foi formada por dom Oscar Vicente Ojea, Presidente, Cardeal Mario Aurelio Poli, primeiro vice-presidente, dom Marcelo Daniel Colombo, segundo vice-presidente e dom Carlos Humberto Malfa, Secretário-Geral. Macri O presidente foi acompanhado pelo chefe de gabinete, Marcos Peña, pelo Ministro da Saúde e Ação Social, NC Stanley, pelo chanceler Jorge Faurie e Alfredo Abriani, Secretário de culto.

Aumento da pobreza

Os Bispos expressaram sua preocupação com o aumento do índice de pobreza, registrado na última medição do Observatório da Dívida Social da Argentina, pela diminuição do consumo, aumento do desemprego e aumento da desnutrição infantil. O medo também aumenta os projetos de agricultura familiar, especialmente no país.

Os bispos sublinharam a crescente tragédia do abuso de drogas, especialmente nos bairros mais marginalizados, e, portanto, apelou a um aumento do orçamento para o SEDRONAR (Secretaria de políticas de drogas globais da Nação Argentina). Mesmo as chamadas “novas divisões” na sociedade argentina, atravessadas pela desigualdade, têm sido objeto de reflexão.

Share This