“Cada pessoa é uma palavra ambulante de Deus para os outros”, diz frei Carlos Mesters

Os biblistas frei Carlos Mesters e Francisco Orofino animaram os 500 participantes do 1º Congresso Brasileiro de Animação Bíblica da Pastoral, na tarde deste sábado, com a conferência “Jesus, Palavra encarnada, Palavra anunciada”. Foi a segunda conferência do congresso, que começou hoje em Goiânia, no teatro do Colégio Santo Agostinho, e prossegue até terça-feira, 11.

Reconhecido pela linguagem simples e pelas histórias que usa para explicar a bíblia, frei Carlos Mesters, que no próximo dia 20 completa 80 anos, destacou a relação de Jesus com a Palavra de Deus e lembrou que foi escrita para ajudar a vida.

CongressoBiblia-Mesters1“O livro mais importante não é a bíblia, mas a vida, conforme lembra Santo Agostinho”, disse. “Cada pessoa é uma palavra ambulante de Deus para os outros. A bíblia não foi feita para substituir a vida, mas para ajudar a entender a vida”, acrescentou. Segundo frei Carlos Mesters, “nós podemos ajudar a revelar o reino de Deus que está nas pessoas”.

Orofino, que assina o texto da conferência junto com frei Carlos Mesters, disse que “só pode trabalhar com a palavra, quem se deixa trabalhar pela palavra”. Ele apontou a casa, a sinagoga e o templo como espaços sagrados onde Jesus aprendeu a Palavra de Deus.

“Se eu perguntar o que faço para chegar a Deus, os saduceus responderão: saia de casa e venha ao Templo; os fariseus dirão: saia de casa e venha à sinagoga; mas Jesus dirá: não saia de casa, porque a casa é o lugar do encontro com a Palavra de Deus”, disse Orofino.

CongressoBiblia-orofino1Segundo os dois biblistas, a escola onde Jesus aprendeu a Palavra de Deus foi a vida em casa, a bíblia, a tradição, a convivência com o povo, o trabalho, o mundo e a vida de intimidade com Deus.

Já o anúncio da Palavra por Jesus, de acordo com os conferencistas, consistiu em refazer o relacionamento humano na base; visitar o povo nas casas e recuperar a dimensão festiva da vida,;cuidar dos doentes e acolher os excluídos; ir ao encontro das pessoas e propor um caminho; criar comunidade e reconciliar as pessoas e superar as barreiras de gênero, religião, raça e classe.

“Se você quiser conhecer a Deus, olhe para Jesus. Se quiser saber como usar a Palavra de Deus na pastoral, olhe para o jeito de Jesus usar e interpretar a Palavra do Pai. Se quiser saber como fazer pastoral, olhe para Jesus, o Bom Pastor”, concluíram os biblistas.

Leia aqui a íntegra da conferência

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This