Cardeal Damasceno é enviado ao centenário da coroação da “Virgem del Rosário de Chiquinquirá”

O papa Francisco designou nesta terça-feira, (25), o cardeal Raymundo Damasceno Assis como seu Enviado Especial para a celebração do Centenário da Coroação da “Virgem del Rosário de Chiquinquirá”, padroeira da Colômbia, que acontecerá no dia 9 de julho próximo, em Chiquinquirá. A celebração coincide com as comemorações do bicentenário da Independência daquele país. A nomeação foi publicada no L’Osservatore Romano nesta terça-feira.

Detalhe do altar da Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Chiquinquirá.

Nossa Senhora do Rosário de Chiquinquirá, cuja festa é celebrada dia 09 de julho, foi proclamada padroeira da Colômbia pelo Papa Pio VII em 1829. No ano de 1919 foi coroada canonicamente pelo Papa São Pio X. E em 1927 o Santuário foi declarado Basílica pelo Papa Pio XI.

Chiquinquirá é uma pequena cidade situada às margens do rio Suárez, na Colômbia. É também conhecida como capital da província do ocidente e capital religiosa da nação. Seu nome, na língua dos índios Chibcha, significa “povo sacerdotal”.

 

 

Saudação ao Cardeal Raymundo Damasceno Assis

Brasília-DF, 25 de junho de 2019

Estimado irmão, Cardeal Raymundo,

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) alegra-se com a sua designação como Enviado Especial para a celebração do Centenário da Coroação da “Virgem del Rosário de Chiquinquirá”, padroeira da Colômbia, que acontecerá no próximo dia 9 de julho, coincidindo com as comemorações do bicentenário da Independência daquele país.

Saudando-o por esta designação, recordamos as palavras de Pio XII, mais tarde repetidas por são João Paulo II, em junho de 1986: “A Colômbia é um jardim Mariano, em cujos santuários domina, como o sol entre as estrelas, Nossa Senhora de Chiquinquirá”.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

Share This