Cobertura conta com profissionais de diferentes regiões do Brasil

Este ano a cobertura da 57ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil (AGCNBB) ganhou um reforço especial. De 1º a 10 de maio a Assessoria de Imprensa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) conta com a colaboração de jornalistas e publicitários católicos de diversas regiões do Brasil: padre Andrey Nicioli (Leste 2), Adielson Agrelos, diocese de Duque de Caxias (RJ), (Leste 1), Franklin Machado (Sul 4), padre José Ferreira (Sul 1 / Arquidiocese de São Paulo) e Sara Gomes (Nordeste 3 / Arquidiocese de Salvador).

“A colaboração na Assembleia Geral nos mostra uma unidade e nos ajuda na cumplicidade entre a CNBB, os regionais e as dioceses. Esta é a segunda vez que eu participo e acho muito importante participar para compreender melhor a visão da Igreja no Brasil, o seu pensamento, a alegria dos bispos no encontro fraterno, as dificuldades e as realidades de uma Igreja que, geralmente, não conhecemos”, afirma o padre Andrey Nicioli, completando que a cobertura da AG possibilita uma visão da concretude da Igreja.

De acordo com o assessor de imprensa da CNBB e coordenador geral da equipe de comunicação em Aparecida, padre Rafael Vieira, a participação de jornalistas e publicitários ligados aos regionais e dioceses tem um duplo significado: um prático e outro simbólico. “O prático é aquele que comprova que somos capazes de trabalhar juntos a serviço de nossos pastores, mesmo não estando na sede da Conferência, em Brasília. O simbólico é representado pelo efeito positivo que esse trabalho pode produzir em todos os cantos do Brasil: suscitar coberturas jornalísticas conjuntas em regionais, dioceses, paróquias e comunidades. “Juntos, somos mais competentes. Juntos, somos mais cristãos”, assevera.

Outros veículos – A 57ª Assembleia Geral ganhará repercussão nacional com a cobertura realizada por 20 veículos de inspiração católica, a exemplo do Portal A12, TV Canção Nova e Rede Vida. Também estão credenciados dez veículos seculares, oito arquidioceses e dioceses e um regional da CNBB. Ao todo, a cobertura será realizada por 55 repórteres, 31 cinegrafistas e técnicos, 15 fotojornalistas e editores e 21 produtores.

Para o membro da equipe da assessoria de imprensa da CNBB, Willian Bonfim, a cobertura do evento que definirá os rumos da Igreja no Brasil no próximo quadriênio é um verdadeiro desafio. “Este encontro é muito importante e participar da cobertura é um desafio, de modo especial para os profissionais que atuam nos veículos de comunicação seculares. É um verdadeiro desafio para os jornalistas traduzir, para a sociedade brasileira, o que será aprovado aqui, de modo a ajudar na compreensão do trabalho e da missão da Igreja Católica no Brasil e para onde ela Definir imagem destacadacaminha”, afirma.

Por Sara Gomes

Share This