Começou o 4º Congresso Marista de Educação – Edição Internacional

No dia 17 de julho, no Parque Anhembi, em São Paulo, foi iniciada a 4ª edição do Congresso Marista de Educação – Edição Internacional.  O evento terá como tema: ‘Espaçotempos e horizontes na educação de infâncias e juventudes’. Realizado pela União Marista do Brasil (UMBRASIL), traz nomes como Miguel Arroyo, Norberto Liwski (Argentina), Frei Betto, Rafael Yus (Espanha), Marcelo Gleiser (Estados Unidos), entre outros. O escritor brasileiro e candidato ao Prêmio Nobel de Literatura, Ariano Suassuna, fará a conferência de encerramento, no dia 20.

O congresso, que conta com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Associação Nacional de Educação Católica no Brasil (ANEC) e do Governo do Estado de São Paulo, tem um público aproximado de 2.300 participantes. O Evento conta com a presença de membros da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação e outras entidades.

Abertura

A cerimônia de abertura contou com a presença do bispo auxiliar de São Paulo, dom Júlio Endi Akamine, que representou dom Odilo Scherer, arcebispo Metropolitano de São Paulo; Janaína Paim – coordenadora da Câmara de Educação Básica da ANEC -, além de representantes do governo e da prefeitura de São Paulo. Também compuseram a mesa, autoridades Maristas da UMBRASIL e das três províncias que atuam no território brasileiro.

A abertura prosseguiu com a conferência Educação das Infâncias e Juventudes: Contribuições da Neurociência, proferida por Miguel Angelo Laporta Nicolelis e apresentações culturais de educandos de alguns colégios e unidades sociais Maristas.

Ao contar com a participação de órgãos como a CNBB e a ANEC, o Congresso Marista busca ampliar o debate sobre espaçotempos e horizontes na educação de infâncias e juventudes, trazendo à luz reflexões sobre a espiritualidade, o diálogo inter-religioso e a evangelização como elementos fundamentais no processo formativo dos sujeitos da educação.

Nesta perspectiva, as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), estão sendo contempladas não só pelos temas abordados, como pelo envolvimento de centenas de educadores do Brasil e do Mundo, numa interação de saberes, experiências e aprofundamento de questões atuais de grande relevância para todo e qualquer projeto evangelizador.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This