Comissão faz segunda reunião do tema prioritário da 47ª AG: “Iniciação à vida cristã”

Está reunida desde ontem na sede da CNBB, em Brasília, a Comissão de Estudo do tema prioritário da 47ª Assembleia Geral da Conferência dos Bispos, que acontece em Itaici, município de Indaiatuba (SP) entre os dias 22 de abril e 1º de maio. Trata-se do grupo que estuda o tema “Iniciação à vida cristã”, formado pelo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, dom Eugênio Lambert Adrian Rixen, e os assessores padre Videlson Teles de Menezes e irmã Zélia Maria Batista, o bispo de Chapecó (SC), dom Manoel João Francisco, o bispo auxiliar de São Paulo (SP), dom Tarcísio Scaramussa, o bispo de Castanhal (PA), dom Carlos Verzeletti; e os assessores: padre Luiz Alves Lima, padre Domingos Ormonde. Irmã Marlene dos Santos, Therezinha Motta Lima da Cruz, de Brasília, e Edmar Basílio Natalino, Ismar de Oliveira Soares e Maria Ângela Zoldan Guenka. Desses, participam da reunião nove integrantes.

Esta é a segunda reunião da equipe que prepara e dá indicações para o aperfeiçoamento do texto de trabalho que será estudado pelos bispos na Assembleia, em Itaici. A preparação do texto teve início na primeira reunião. “Já foi feita a primeira reunião no fim do ano passado que já apresentou todo o esquema de reflexão e conteúdos desse estudo”, explica o integrante da equipe, o bispo auxiliar de São Paulo (SP), dom Tarcísio Scaramussa. “Agora estamos desenvolvendo a temática nesta reunião que termina hoje”, diz o bispo.

Uma terceira reunião irá acontecer entre os dias 30 e 31 de março antes da Assembleia para Comissão do tema prioritário da 47ª AGencaixar as ideias finais do texto e apresentá-lo à presidência da CNBB. Dom Tarcísio afirma que o tema foi escolhido para trabalhar a catequese “para além do sacramento da iniciação cristã” e afirmou que é um “passo importante para a Igreja o estudo desse ângulo da catequese” porque hoje as pessoas não vivem mais numa “realidade totalmente cristã” e o estudo vai proporcionar o crescimento das pessoas como discípulas de Jesus Cristo. O texto também faz referência ao Documento de Aparecida (Dap) e às Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE).

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This