Comissão para a Liturgia realiza encontros diversos

No dia 18 de julho, o assessor da Comissão para a Liturgia, padre Leonardo Pinheiro realizou uma visita na Abadia de Santa Maria, na zona norte de São Paulo, a partir de um convite feito pela abadessa Madre Escolástica. O objetivo era fazer uma reciclagem na formação litúrgica do mosteiro, local onde vivem aquelas que consagram suas vidas dedicando, além do trabalho, seu tempo para a oração, meditação e recitação da liturgia das horas.

Segundo padre Leonardo, com este tipo de encontro de formação se espera continuar a colocar em prática a realização da ‘indispensável formação litúrgica’ que a Constituição Sacrosanctum Concilium, do Concílio Vaticano II pedia. “Sobretudo reconhecendo que os mosteiros foram berços de formação e espiritualidade litúrgica e, desta forma, continuam a ser locais de referência e destaque na vivência e na formação litúrgica de muitos fiéis que a eles recorrem frequentemente para seu crescimento espiritual”, afirma.

Crédito: Padre Leonardo Pinheiro

Ainda de acordo com padre Leonardo, os mosteiros foram e são no mundo e no Brasil locais de cultivo da espiritualidade litúrgica. “Desde os primórdios do chamado Movimento Litúrgico, no início do século XX, os Mosteiros beneditinos chamaram a atenção para a necessidade de se promover a formação litúrgica e de se redescobrir o valor espiritual da liturgia. Basta lembrar de nomes como Lambert Beaudium, Odo Casel, e no Brasil dom Clemente Isnard e dom Martinho Michler”, reitera.

A Comissão pretende realizar ainda outros encontros de formação ao longo do ano. Nos meses de agosto, outubro e novembro, a capital paulista recebe o assessor para momentos de formação.

Visita ao Unisal

Crédito: Márcio de Almeida

A Comissão para a Liturgia, na pessoa de seu assessor, padre Leonardo Pinheiro, também realizou uma visita ao Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal), que oferece os cursos de pós-graduação em Liturgia, Espaço Litúrgico e Música Litúrgica.

Segundo padre Leonardo Pinheiro, o objetivo da ida se deu ao fato de a Comissão apoiar iniciativas de formação e a de continuar a estabelecer o elo de apoio e diálogo com aqueles que promovem tais iniciativas. “Particularmente pra mim foi algo rico e fundamental para a realização do meu trabalho de assessoria já que recentemente assumi tal ministério a serviço da Igreja do Brasil. Certamente destes cursos qualificados sairão agentes com qualificação para o acompanhamento da vida litúrgica de nossas comunidades, futuros professores e assessores na área”, comenta o assessor.

Para ele, sem dúvida, a criação de espaços de ensino e pesquisa relativo à liturgia são cada vez mais importantes. “Sem dúvida, mais espaços precisam ser criados e apoiados para o incremento da formação litúrgica em todo o nosso imenso Brasil”, finaliza. 

 

 

 

 

 

Share This