Conferência celebra 30 anos do Código de Direito Canônico e lança publicação

Nesta quarta-feira, durante a 51ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) fez a celebração dos 30 anos da promulgação do novo Código de Direito Canônico (CDC). A solenidade foi realizada no plenário da Assembleia, em parceria com a Sociedade Brasileira de Canonistas.

De acordo com o assessor canônico da CNBB, Fr. Evaldo Xavier Gomes, o Código é considerado o último documento do Concílio Vaticano II. “Quando o papa João XXIII anunciou, para toda a Igreja, a convocação de um Concílio, ele conclamou também a convocação para um novo CDC. Não é à toa que em 1983, quando foi promulgado o novo Código, o papa João Paulo II afirmou que se tratava do último documento do Concílio Vaticano II”.

Fr. Evaldo enumera também que o Concílio trouxe grandes mudanças para a vida da Igreja. “O novo CDC veio ao encontro da realidade das comunidades pós-conciliares. O direito penal da Igreja ficou mais enxuto. Por exemplo, no que diz respeito à vida religiosa, abriu espaço a novas formas de vida religiosa, sejam institutos de vida consagrada, sociedades de vida apostólica e mesmo as prelazias pessoais”.

O consultor lembra, porém, que é preciso que as comunidades conheçam melhor o Código. “Ele é acessível e deveria ser mais lido, mais conhecido, mais estudado. É um reconhecimento de nossa cidadania na Igreja de Jesus Cristo”, disse Fr. Evaldo. As Edições CNBB fizeram, na ocasião, o livro “Código de Direito Canônico comentado”, que pode ser adquirido através do site www.edicoescnbb.com.br

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This