CRB promove Congresso de Formadores da Vida Consagrada

Participaram do evento cerca de 150 formadores de várias regiões do Brasil

Com o objetivo de oferecer momentos de formação pessoal em vista da missão, a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) realiza o Congresso Nacional de Formadores. O evento, que iniciou nesta quinta-feira, 22, ocorre em Caucaia (CE) e reúne cerca de 150 formadores de todas as regiões do Brasil.

A presidente nacional da CRB, irmã Maria Inês,  falou sobre a importância do Congresso no contexto do Ano da Vida Consagrada e ressaltou que neste período, a Conferência tem intensificado todas as atividades em vista da animação da Vida Religiosa. “Uma das prioridades do triênio é a formação e não poderíamos encerrar este ano dedicado a nós sem olhar para os formadores”, disse.

De acordo com a religiosa, a intenção é alimentar a esperança em um momento que tanto se fala das crises e dificuldades que a vida religiosa tem passado. “Temos que investir na esperança e trabalhar os formadores, temos aquela confiança que a qualidade da formação melhore e que nós possamos ter futuros consagrados mais empenhados e convictos. Ainda para ela, é importante que haja dedicação à igreja. “A razão de ser da nossa vida é a escolha radical por Jesus e seu projeto de Reino”, afirmou.

Padre André Belvaux, que é membro da Congregação dos Legionários de Cristo, ordem de direito pontifício e pertencente ao Movimento Regnum Christi, que conta com cerca de oito territórios no mundo e 800 missionários, veio para o Congresso com a expectativa de aperfeiçoar a sua formação para atuar melhor na missão de formador. “É uma maneira de me aperfeiçoar para a função que tenho e conhecer outras realidades da vida religiosa, ter um intercâmbio de ideias, me preparar melhor para a missão.

Segundo o padre André, este encontro é de extrema importância. “Um encontro como esse que prima pela qualificação do formador é essencial, pois temos que aprender a lidar com o jovem que hoje chega nas congregações buscando corresponder ao chamado de Deus”, enfatiza.

Já a irmã Maria Aparecida, missionária sacramentina de Nossa Senhora saiu de Belo Horizonte – MG com muitas expectativas. Ela acredita que este congresso é de fundamental importância para a eficácia da formação nos dias de hoje. “É aquela dinâmica do formar e deixar-se formar”. Ela acredita que todo formador deverá ser, em primeiro lugar, uma pessoa aberta à formação de si mesmo, pois segundo ela “somente quem se deixa formar e entra na dinâmica do processo formativo é capaz de transmitir com seu próprio testemunho e sua própria vida o valor de formar e deixar-se formar”.

Com informações e foto da CRB Nacional

 

 

 

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This