Conheça a nova composição da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB

Além do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), dom Joaquim Moll (no centro na foto), integrarão este trabalho no próximo quadriênio dom Edilson Soares Nobre, bispo de Oeiras (PI) – à direita na foto – e dom Neri José Tondello, bispo de Juína (MT). A Comissão contará, também, com o trabalho de dois assessores padre Tiago José Sibula da Silva, de Santo André e a professora Manuela de Oliveira Castro, de Brasília (DF).

Composição da Comissão para a Comunicação da CNBB para o quadriênio 2019-2023:

Presidente
Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães
Nasceu em 6 de janeiro de 1960, em Ponte Nova (MG). Foi ordenado presbítero salesiano no dia 16 de julho de 1988, por dom Irineu Danelon, em Ponte Nova. Incardinou-se no início da década de 1990 na arquidiocese de Belo Horizonte. Prestou assessorias a Congregações Religiosas e dioceses em assembleias e cursos. Assessorou a CNBB Nacional, o Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética e o Instituto de Pastoral Catequética do Regional Leste II da CNBB.

Foi nomeado bispo auxiliar de Belo Horizonte no dia 11 de fevereiro de 2006 e ordenado bispo no dia 23 de março de 2006, na capital mineira. Presidiu a Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura da CNBB, foi membro do CONSEP e do Conselho Permanente da CNBB, além de fazer parte da diretoria das edições da CNBB e presidir a Comissão para a Reforma Política pela CNBB e o Projeto Pensando o Brasil. É sócio da SOTER – Sociedade de Teologia e Ciências da Religião do Brasil.

Atualmente, dom Joaquim Mol participa de Conselhos Curadores e acompanha as Instituições Vinculadas à Arquidiocese de Belo Horizonte, entre elas a Sociedade Mineira de Cultura, a Rede Catedral de Comunicação Católica e a Rede Catedral de Cultura. É Reitor da PUC Minas.

Dom Neri José Tondello
Atualmente é bispo de Juína (MT). Nasceu em 24 de março de 1964, em Antônio Prado (RS). Foi ordenado padre em 18 de abril de 1993, em Antônio Prado (RS), na diocese de Caxias do Sul. Foi nomeado bispo em 12 de novembro de 2008.

Foi nomeado pelo Papa Francisco para ser um dos membros do Conselho pré-sinodal, que irá colaborar com a Secretaria Geral na preparação da assembleia especial do Sínodo dos Bispos para a Pan-amazônia, que será realizada em Roma, em outubro de 2019, que terá como tema: “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e por uma ecologia integral”.Foi presidente do regional Oeste 2 da CNBB. Seu lema é: “O Bom Pastor dá a Vida pelas suas Ovelhas”.

Dom Edilson Soares Nobre
Nasceu em 9 de maio de 1965, em Touros (RN). Ingressou no Seminário de São Pedro em 1984. Cursou Filosofia no Seminário de São Pedro e na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, nos anos de 1985 e 1986. Fez Teologia no Seminário de São Pedro, de 1987 a 1990.

Foi ordenado diácono em 19 de agosto de 1990, em João Câmara (RN), pelo então bispo auxiliar, dom Antônio Soares Costa. Se tornou presbítero no dia 06 de abril de 1991, quando o então arcebispo, dom Alair Vilar Fernandes de Melo o ordenou.  Foi nomeado bispo pelo papa Francisco como bispo da diocese de Oeiras (PI), em 11 de janeiro de 2017.

Assessores:
Padre Tiago José Sibula da Silva
Professora Manuela de Oliveira Castro

Share This