Conselho Permanente: Cáritas divulga Campanha Mundial de Combate à Fome

A Cáritas Brasileira apresentou hoje, aos bispos do Conselho Permanente, a Campanha Mundial “Uma família humana – Pão e Justiça para todos”, a ser lançada em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. O lançamento ocorrerá simultaneamente em todo o país em consonância com o lançamento em nível mundial.

Segundo a diretora executiva da Cáritas Brasileira, Maria Cristina dos Anjos, a Campanha “quer unir a humanidade como uma família e fazer que esta família, unida, assuma a causa do combate à fome e à pobreza até que sejam extintas”.

A proposta é sensibilizar a sociedade sobre a fome, miséria e desigualdade no mundo e no Brasil; mobilizar a Igreja e a sociedade para um diálogo sobre a realidade no país, a fim de colaborar para uma mudança efetiva da situação; evidenciar ações da Igreja no enfrentamento da fome, pobreza e desigualdade sociais e promover gesto concreto em favor do povo do Haiti.

Apoio à Síria

Ainda durante a reunião, a CNBB decidiu somar-se a outras entidades na campanha humanitária de apoio à Síria. De acordo com o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, cardeal Damasceno Assis, trata-se de uma campanha de arrecadação de recursos materiais e financeiros e de divulgação sobre a situação do povo sírio, com a finalidade de ajudar a diminuir o sofrimento tanto das pessoas que ficam no país como dos refugiados. “Sobretudo, agora, no inverno, quando as pessoas vão para os campos e necessitam de alimento, roupas e outros materiais”, lembrou dom Damasceno.

A campanha é organizada pela Cáritas Brasileira e conta com o apoio de entidades como o Regional Sul 1 da CNBB, Consulado Sírio, instituição ‘Ajuda à Igreja que sofre’, entre outras.

Signis Brasil

A presidente da Signis Brasil, Irmã Helena Corazza, apresentou, aos bispos do Conselho Permanente, os trabalhos desenvolvidos pela instituição que congrega todos os meios de comunicação católicos e de inspiração cristã no país. A Signis também oferece formação aos comunicadores.

De acordo com Irmã Helena, a Signis é uma instituição ligada ao Pontifício Conselho das Comunicações, com sede em Bruxelas e que está presente em mais de cem países. “É uma rede que tem um pé na Igreja e um pé no mundo, que mantém diálogo com a sociedade. Segue exatamente esse espírito que o Concílio Vaticano trouxe e que nós estamos reavivando nos 50 anos”, ressaltou Irmã Helena.

Encerramento

A reunião do Conselho Permanente da CNBB teve início no dia 22 e terminou hoje, pela manhã. Durante o encontro, os bispos deram encaminhamentos à 52ª Assembleia Geral, que acontecerá em maio de 2014, e discutiram questões como a conjuntura atual, Diretório de Comunicação, Lei da Mídia Democrática, Filantropia, Reforma Política, entre outros.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This