Consep dá encaminhamentos sobre as próximas Campanhas da Fraternidade

No início da tarde desta terça-feira, 28, os bispos do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) discutiram sobre as Campanhas da Fraternidade de 2020 e 2021. Para o próximo ano, com o trabalho iniciado, foi apresentado o andamento da preparação do texto-base. Para 2021, quando a Campanha será ecumênica (CFE), os bispos pensaram em sugestões de temas para apresentar ao Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), responsável por dinamizar a CFE.

Campanha da Fraternidade Ecumênica
Os bispos começaram tratando da CFE 2021, cuja realização foi aprovada em Assembleia Geral. O bispo de Cornélio Procópio (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da CNBB, dom Manoel João Francisco, retomou o histórico das CFEs, realizadas em 2000, 2005, 2010 e em 2016, sendo a primeira como sugestão da CNBB, inspirada na motivação de São João Paulo II, e as demais por solicitação do Conic.

“A CNBB e outras igrejas sugerem temas, uma comissão elabora o texto base, o Conic prepara e encaminha tudo”, explicou dom Manoel sobre o processo das CFEs.

O assessor da Comissão, padre Marcus Barbosa Guimarães, que é subsecretário adjunto de Pastoral da CNBB, complementou recordando o pedido da Assembleia Geral para que haja revisão do modelo, da gestão dos recursos e da composição da comissão que avalia os recursos.

Na sequência, os bispos discutiram sobre o possível tema que deve ser sugerido ao Conic. A primeira sugestão, “Educar para o diálogo” foi bem acolhida, mas também recebeu sugestões de acréscimos em diferentes perspectivas. Os bispos ressaltaram a pertinência da temática no contexto de intolerância que marca a atualidade, a necessidade de refletir sobre a educação, a oportunidade de contribuir na reflexão à luz da Palavra de Deus e ainda promover ações para favorecer o ecumenismo dentro da Igreja, além de refletir sobre a situação da educação no país e educar para as virtudes.

Dom Leonardo faz apresentação sobre a CF 2020 | Foto: CNBB/Daniel Flores

CF 2020
O bispo auxiliar de Brasília (DF) dom Leonardo Steiner apresentou aos membros do Consep o trabalho de preparação do texto-base da CF 2020, iniciado ainda em 2018. Até o momento, já foram concluídas as duas primeiras partes do texto. Durante a apresentação, dom Leonardo colheu sugestões de acréscimos as três partes do texto, como falas de irmã Dulce, por exemplo. Além de indicações para a terceira e última parte do texto, o agir. A partir daí, o Conselho deve definir as próximas etapas de preparação da próxima CF.

“Ao invés de discutir uma realidade única, achamos por bem fazer uma abordagem ampla sobre o valor da vida, dada a banalização da vida como o suicídio e a automutilação”, ressaltou dom Leonardo.

 

Share This