Crianças fazem arte em preparação para receber a visita do papa Francisco ao Chile

Em uma atmosfera de grande emoção, a exposição “EmPAPArte” foi inaugurada na sala de exposições do arcebispo de Concepción, segunda região mais populosa do Chile, com pinturas projetadas e criadas por crianças e adolescentes de diferentes programas desenvolvidos pela Fundação Ciudad del Niño.

A exposição é uma iniciativa promovida pelo arcebispo de Concepción,  dom Fernando Chomali, e faz parte das atividades de preparação para a visita apostólica do Papa Francisco ao Chile, em janeiro de 2018.

O presidente do conselho da Fundação, padre José Cartes, disse que, para realizar a iniciativa, formou-se uma equipe e a colaboração especial do casal missionário francês, Gustav de Pennart e sua esposa Claire, que coordenaram as oficinas de catequese e, mais tarde, pintura. “A catequese com crianças e jovens era muito importante, para que conhecessem o Papa Francisco. Estamos muito felizes e até surpreendidos pelo modo como assumiram esse desafio “, afirmou o padre José.

Dom Chomali reconheceu que, nas crianças, “há muito talento artístico e foi uma bela oportunidade, considerando a visita do Santo Padre, para divulgar esses talentos. Portanto, conseguimos os tecidos e ficamos impressionados com o excelente trabalho que as crianças fizeram, o que nos mostra que a arte não é proibida para ninguém, mas como adultos nos oferecem oportunidades e oportunidades. Espero que este seja um começo para continuar desenvolvendo muitas outras atividades com eles “.

A exposição com 52 obras, muitas delas consideradas excelentes, foram até premiadas, serão exibidas até 15 de dezembro na Sala de Exposições da Arquidiocese e em vários lugares. Dom Chomali não excluiu a preparação de uma forma de consolidar este trabalho e enviá-lo ao Papa Francisco: “Isso nos lembrará que as crianças não são o futuro do Chile, mas que são o presente do Chile. Aqui há artistas muito bons. Estou muito feliz e nunca esperei nada disso com esses jovens que tiveram uma vida difícil, mas, apesar disso, eles podem criar e isso nos dá muita esperança para todos “.

Matéria publicada no site da Conferência Episcopal do Chile.

Share This