Deixe o Espírito Santo agir

Dom José Gislon
Bispo de Erexim

Estimados Diocesanos! Celebrar a solenidade de Pentecostes não é apenas fazer memória do que aconteceu na vida dos discípulos do Senhor Jesus, que receberam o fogo do “Espírito Santo”, e os libertou do medo de partirem em missão, reavivando em seus corações o compromisso de darem testemunho do Senhor através do anúncio do Evangelho.

Celebrar a solenidade de Pentecostes, neste Ano Nacional do Laicato, é uma grande oportunidade para refletirmos sobre o nosso testemunho de cristãos, comprometidos com o projeto de Deus na sociedade em que vivemos. Isto a começar pelo batismo, que não deveria ser relegado a um evento social, mas recebido e assumido como um compromisso de vida, que contempla o discipulado, a missão e o testemunho de vida. Porque a vida do cristão é a página do Evangelho que pode ser lida e entendida em todas as línguas e culturas.

O Espírito Santo, que tocou o coração dos discípulos, não só tirou o medo do coração deles, mas os impulsionou a saírem pelas estradas do mundo a anunciar o Evangelho, que ajudou a formar a grande fraternidade dos batizados, em todas as nações de todos os continentes. O fogo do Espírito Santo não divide, porém nos une como irmãos e irmãs que participam do projeto de amor do Pai, que envolve o Filho e o Espírito Santo.

A solenidade de Pentecoste oferece a cada batizado uma nova oportunidade de transformação na sua vida de cristão, na medida em que ele deixar que o sopro do Espírito Santo toque a sua vida e afaste do seu coração o medo de acolher o Senhor Jesus, o medo de testemunhá-lo com suas atitudes, na família, no mundo do trabalho e na comunidade de fé. É uma oportunidade também para pedirmos ao Espírito Santo que nos liberte do medo da indiferença, do comodismo, do pessimismo que nos leva a vivermos a passividade doentia, diante dos desafios da realidade, que impedem a realização do projeto do Reino na nossa família e na sociedade. Que o fogo do Espírito Santo faça arder no nosso coração de discípulos e discípulas do Senhor Jesus a chama do amor compromisso com a vida, a verdade, a fraternidade e a missão de trabalharmos juntos por um mundo mais justo, solidário e fraterno.

 

Artigos similares

Virtude

21/09/2017
Share This