Diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda é premiada por defender o Rio Paraíba

O Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (CREA/RJ), premiou no dia 21, na sede da entidade, em Volta Redonda (RJ), a diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda, por defender o Rio Paraíba e seus afluentes. O bispo emérito diocesano, dom João Maria Messi, acompanhado de membros da comissão receberam o prêmio. Foi à décima edição da premiação, que reconhece ações e projetos na luta pela preservação, defesa e conservação do meio ambiente.

“Esse mérito não é só nosso, mas uma atitude construtiva de um grupo corajoso que viu a necessidade de cuidar daquilo que o Senhor construiu para todos nós, que é o planeta Terra, e seus benefícios da natureza. Tomar água boa e limpa é um direito de todos nós, mas para garantir esta qualidade é necessário a participação integral e mútua, cobrando das autoridades e apoio da população para que não poluam os rios e o rio Paraíba do Sul que é nosso”, declarou dom João Maria Messi.

“Nosso maior objetivo é construir um projeto com ampla participação das escolas, estudantes que vem fazendo pesquisas e análise da qualidade da água do Rio Brandão, um dos afluentes do Rio Paraíba que nasce em Rio Claro (RJ) e passa por Volta Redonda. Procuramos informar a população e convidá-la a participar das plenárias abertas sobre o assunto em encontro mensal, na cúria diocesana”, explicou o engenheiro e integrante da Comissão Ambiental Sul, João Thomaz.

Premio_Crea_a_Comissao_Ambiental_052Ainda foram premiados na sequência, o geógrafo José Carlos Magalhães Castro (Post Mortem); recebendo os méritos a esposa, Ana Maria Castro, que destacou a trajetória do esposo na defesa do meio ambiente como prioridade em sua vida.

O engenheiro eletricista Júlio Domingos Nunes Fortes, agradeceu por sua indicação, elogiando a Comissão Ambiental Sul pela forma de organização em equipe, como exemplo para todos que desejam um mundo melhor e uma sociedade plural e participativa. “Faço tudo pelos outros em minha vida e descobri isto sendo professor. Obrigado Comissão Ambiental pela belíssima forma com que trabalham nos ensinando a sermos mais preocupados com o meio ambiente”, elogiou Júlio.

A cientista Maria do Carmo de Araújo Fernandes foi premiada por suas pesquisas no controle do uso de agrotóxicos e fertilizantes. “Desde 2008 o Brasil é líder no uso de agrotóxicos, meu trabalho é uma opção de vida que jamais vou parar de defender o ser humano”, disse Maria do Carmo.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This