Documentos encaminhados aos Conselho de Justiça sobre presos em Goiás são ignorados

Não foi só o abaixo-assinado dos presos de Goiás, entregue nas mãos da ministra Cármen Lúcia, que não teve resposta. Pedidos de presos para que a ministra reconsiderasse uma decisão sobre o decreto de indulto também foram ignorados pela presidente do Conselho Nacional de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, segundo pessoas próximas ao caso ouvidas pela ConJur. No início de junho, o repórter Severino Motta, do site BuzzFeed News, revelou que um documento com 1,3 mil assinaturas de presos de Goiás desapareceu no conselho. O abaixo-assinado, encaminhado dias após uma rebelião, tratava da progressão de regime para detentos da região que recebiam nova condenação enquanto estavam presos.

Saiba mais: http://carceraria.org.br

Share This