Dom Esmeraldo apresenta a Campanha da Fraternidade aos vereadores de Santarém

O bispo de Santarém, no Pará, dom Esmeraldo Barreto de Farias, participou, na última terça-feira, 15, da sessão especial realizada pela Câmara Municipal de Santarém, para discutir a temática da Campanha da Fraternidade (CF). Durante a sessão, foram apresentados os objetivos da Campanha e exibido o vídeo de divulgação de seu conteúdo.

Segundo dom Esmeraldo o excesso de produção e de consumo contribui “significativamente para as mudanças climáticas, sobretudo na região da Amazônia”. O bispo falou, também, da construção das hidrelétricas na região e questionou o projeto desenvolvimentista do país.

“Não é qualquer desenvolvimento que interessa ao povo brasileiro e a nós na Amazônia. Ele precisa levar em conta as pessoas que moram onde as hidrelétricas poderão ser construídas. Eu morei sete anos nas proximidades da barragem da hidrelétrica de Paulo Afonso, na Bahia, até 2007, e os índios ainda estavam sem a terra 20 anos depois da construção da barragem. Imagine como será o destino das populações indígenas e tradicionais da Amazônia afetadas por essas construções”, disse dom Esmeraldo.

Dom Esmeraldo cobrou dos vereadores da cidade a efetivação do Conselho Municipal do Meio Ambiente, criado no ano passado, mas que até o momento ainda não entrou em funcionamento.

Seminário
No dia 3 de abril, a diocese promove, em Santarém, um seminário sobre o projeto que prevê a construção de dezenas de hidrelétricas nos rios Tapajós e Xingu. O evento irá contar com a participação de movimentos sociais de Altamira e Itaituba, municípios que serão afetados pela construção das hidrelétricas de Belo Monte e de São Luis do Tapajós, respectivamente.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This