Empreendedor cristão em saída pelo Reino

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz

Bispo de Campos (RJ)

 

Foi realizado, nos dias 24 e 25 de agosto, em Guarulhos – São Paulo, o XII Encontro de Diálogo entre Bispos e Empresários. No Ano Nacional do Laicato, importa reconhecer o rosto e o contributo do empreendedor cristão como sujeito na Igreja e na Sociedade. A interface e a troca entre o gestor público e o empresário tornam-se cada vez mais necessários para dar à economia (Norma da Casa) uma face humana e solidária.

O Papa Francisco, na Laudato Si, convida a um diálogo fecundo entre a Economia e a Política, no Plano local e Mundial, vencendo as desconfianças e os particularismos. Precisamos de Empresários criativos e inovadores, para gerar uma cultura de trabalho inclusiva e transformadora, que desenvolva empresas com valores e um controle e responsabilidade social que supere capitalismos de compadrio danosos, para o bem comum e a verdadeira rentabilidade.

Empreendedores com espiritualidade, que respondam assertivamente à parábola dos talentos, multiplicando bens para distribuí-los generosamente a um maior número de comensais. Santos Empresários, como Enrique Shaw, Leão Harmel e Marcelo Candia, que se santificaram com o trabalho, pelo trabalho, e no trabalho, servindo ao próximo com caridade e competência, glorificando a Deus, gerenciando com ternura e responsabilidade a Casa Comum.

É hora de quebramos paradigmas e deixarmos de lado preconceitos; o empreendedorismo é uma vocação nobre e desafiadora pelos riscos e incompreensões que enfrenta, por isso a Mãe Igreja os abraça e reconhece sua dignidade e relevância a serviço do Reino, que traz vida em abundância.


Temos certeza que, quanto mais gestores sigam, como Mateus, Zaqueu e Barnabé, a Cristo, partilhando seus bens na justiça e na ternura compassiva, o mundo se tornará uma família unida e fraterna. Cumprindo os objetivos de um desenvolvimento sustentável, para o Ano 2030, investir na prosperidade integral que vença a miserabilidade e inclua num trabalho digno e decente a milhões de irmãos, é o propósito e a vocação abençoada dos empreendedores cristãos. Deus seja louvado!

Share This