Encerrada a segunda fase do processo de escolha dos ganhadores dos prêmios da CNBB

Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Dimantina (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, anunciou nesta quinta-feira, 5 de abril, que está encerrada a primeira fase de análise dos trabalhos inscritos para os cinco prêmios de comunicação da CNBB: Margarida de Prata (Cinema), Microfone de Prata (Rádio), dom Helder Câmara (Imprensa), dom Luciano Mendes de Almeida (Internet) e Clara de Assis (TV).

Neste primeiro momento de avaliação, segundo dom Darci, quatro universidades colaboraram com a CNBB: as pontifícias universidades Católicas do Rio e de Goiás e as duas universidades católicas de Salvador e de Brasília. Além delas, para o prêmio de Rádio, houve a contribuição de profissionais ligados à Signis Brasil e à Rede Católica de Rádio.

Júri dos bispos

Os trabalhos pré-selecionados serão, agora, enviados a uma comissão especial de bispos constituída pelo Conselho Pastoral da CNBB (Consep) que vai apreciar cada um dos programas, reportagens, documentários, filmes, sites, blogs, portais, iniciativas em redes sociais e aplicativos apresentados aos jurados. Estima-se que até a metade do mês de maio sejam publicados os três finalistas de cada categoria de todos os prêmios.

Os bispos devem observar, mais particularmente, o conjunto de cada obra e, principalmente, se os trabalhos pré-selecionados colocam em destaque valores humanos e cristãos, conforme exigia o edital que convidava os comunicadores a se candidatarem para edição deste ano.

Experiência da votação popular

O Consep autorizou, ad experimentum, que a Comissão de Comunicação, depois de realizado o júri dos bispos e a escolha dos ganhadores de cada prêmio, levasse a uma votação popular todos os finalistas com o objetivo de oferecer cinco troféus “Honra ao Mérito” que traz o nome da Ir. Dorothy Stang.

Esta experiência será feita em parceria com a Agência GBA que, neste ano, cuidou, gratuitamente, de toda a parte de divulgação e captação de inscrições online. Durrante certa de 20 a 30 dias, as pessoas poderão conhecer os finalistas dos prêmios e deixar seu voto na internet.

Festa de premiação

No dia 20 de julho, sexta-feira, com imagens geradas pela TV Aparecida e retransmitida por todas as emissoras de inspiração católica do Brasil, será realizada a festa de entrega dos prêmios de comunicação da CNBB.

Dom Darci avisa que será uma festa à altura dos inscritos e de toda a audiência católica do Brasil que vai poder presenciar, mais uma vez, a demonstração de que se pode promover uma comunicação libertadora e que promove a cultura do encontro, como pede o Papa Francisco, como também será possível ver que os comunicadores formam, com toda a Igreja, um “corpo evangelizador”.

Share This