Encontro busca aprofundar o Programa Missionário Nacional

Até o dia 16 de novembro, membros da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), membros da equipe nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM), representantes de alguns Organismos, coordenadores ou representantes de alguns dos Conselhos Missionários Regionais (COMIREs) e os assessores participam de um encontro de estudo, reflexão e aprofundamento, referente ao segundo passo do Programa Missionário Nacional, isto é, o JULGAR (ILUMINAR). O encontro quer refletir sobre as discussões realizadas em todos os Regionais, buscando construir um Programa Missionário Nacional.

IMG_1167O primeiro dia do encontro (12/11) contou com a assessoria de Joaquim Alberto Andrade Silva, apresentando a sistematização de dados recolhidos dos Regionais. Nesta terça (13/11), a assessoria foi de Dom Paulo Jackson N. de Sousa, bispo da Diocese de Garanhuns, que trabalhou os fundamentos bíblicos da missão.

Passos dados até aqui

Os membros do Conselho Missionário Nacional (COMINA), reunidos na 35ª Assembleia Nacional, realizada em março de 2018, reconheceram a necessidade de que a ação missionária, na Igreja do Brasil, tenha diretrizes fundamentais a partir da construção coletiva de um Programa Missionário Nacional. A proposta do Programa seria apresentada na próxima Assembleia da CNBB, em abril de 2019 e, se aprovada pelos bispos, estaria em vigor nos anos 2019-2022.

IMG_1168Trata-se de um Programa elaborado a partir da realidade dos 18 Regionais, observando objetivos, metodologia, etapas, conteúdos, formação, espiritualidade e celebrações. O objetivo desse processo de construção de um Programa Missionário Nacional é chegar a um trabalho melhor articulado, com fios condutores comuns, facilitando a formação de assessores junto aos COMIREs e respeitando o que é mais específico de cada Regional.

Sentiu-se, também, a importância de aprofundar ainda mais a reflexão sobre a missão, levando em consideração os documentos da Igreja que tratam mais diretamente da missão e missionariedade, as inspirações e luzes que estão no Documento de Aparecida e o magistério do Papa Francisco que nos exorta para que sejamos de fato Igreja em saída.

O processo passou pela etapa de coleta de dados dos 18 Regionais; a etapa do VER. No início de novembro, foi compilada uma síntese do levantamento da realidade missionária, feita a partir dos Regionais. Concluída essa etapa, passa-se para o momento do JULGAR (ILUMINAR).

4Objetivos do Iluminar

Durante o encontro realizado nesta semana, pretende-se iluminar o caminho, elaborando elementos de fundamentação que servirão de suporte para o Programa Missionário Nacional, a partir do estudo e da reflexão sobre a antropologia, eclesiologia, missiologia, ecologia integral e a Sagrada Escritura, em vista de propostas de ação que devem fazer parte do Programa (o AGIR).

Texto e fotos: Pontifícias Obras Missionárias
Share This