Fé e emoção na abertura das Santas Missões em Itabuna

“Nesses dias não fecheis o vosso coração, mas abri-lo de par em par para acolher a salvação que vem de Deus”. Foi assim, parafraseando o Salmo 94, que o bispo de Itabuna (BA), dom Ceslau Stanula, conclamou os fiéis a viverem intensamente os momentos fortes das Santas Missões Populares, que acontecem na cidade até o próximo dia 4 de setembro.

O pedido foi feita durante a homilia na Missa do Envio, realizada na última quarta-feira, 24, quando milhares de fiéis se concentraram no estacionamento da Câmara Municipal e em várias localidades da Avenida Mário Padre e parte da Praça Rio Cachoeira para festejar a abertura das Santas Missões, acolhendo os 90 missionários redentoristas, entre padres e leigos, vindos de diversas regiões do Brasil.

itabuna1“Eles vieram não para condenar ninguém, mas para acolher a todos e anunciar à boa-notícia do Evangelho de Jesus Cristo, o caminho, a verdade e a vida, que está vivo no meio de nós”, disse dom Ceslau.

Dom Ceslau lembrou que esse é um tempo favorável para que todos se voltem para Deus e Nele encontrem as respostas para os questionamentos e as inquietações humanas. “Aproveitemos para refletirmos como pessoa: Quem sou eu? Para onde vou? O que estou fazendo de minha vida profissional, familiar e comunitária?”, sugeriu o bispo. Ele lembrou que o homem foi criado por Deus e só em Deus ele encontra a verdadeira felicidade.

itabuna3A Missa do Envio Missionário foi iniciada, pontualmente, às 19 horas. Porém, desde as 18h já era grande um número de pessoas que chegavam de caravanas e em procissões vindas dos quatro cantos da cidade, representando as 14 paróquias que integram o vicariato centro da diocese. A celebração contou com a participação de vários padres e religiosas do clero local e ganhou um colorido especial com a participação dos jovens, estudantes do Colégio Divina Providência e de núcleos da juventude de bairros, que deram um colorido especial, com coreografias e encenações, enfatizando a escuta da Palavra de Deus, a solidariedade, a fraternidade, a partilha, o perdão e a acolhida.

“A celebração foi uma festa muito linda para Jesus e tenho a certeza de que todos que aqui estavam saíram tocados pelo Espírito Santo”, disse a aposentada Maria Alice de Jesus, que participou da celebração ao lado do esposo.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This