Igreja promove Dia de Oração contra o Tráfico Humano

O papa Francisco convocou para o próximo domingo, 8, o Dia Internacional de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas. A iniciativa tem como tema: “Acenda uma luz contra o tráfico de pessoas”. É promovida pelos Pontifícios Conselhos dos Migrantes e da Justiça, em parceria com a União Internacional dos Superiores Gerais.

 Na data é celebrado o dia de Santa Bakhita, canonizada em 2000 por São João Paulo II. De origem africana, Josefina Bakhita foi raptada ainda na infância para ser escrava na Europa. Após quase 20 anos de maus-tratos e humilhações, foi entregue a uma família que decidiu levá-la à sua terra natal, deixando-a com as Irmãs Canosianas, ordem na qual se firmou.

A oração proposta pela Rede Internacional da Vida Consagrada contra o tráfico de pessoas Talitha Kum faz parte dos materiais que pretendem ajudar na reflexão sobre uma realidade apontada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na Campanha da Fraternidade de 2014, cujo tema foi “Fraternidade e Tráfico Humano”.

Programação

Em Roma, estão previstas atividades no decorrer da semana. Amanhã, dia 3, haverá uma entrevista coletiva com o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, cardeal João Braz de Aviz; os representantes do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes, cardeal Antonio Maria Veglió, e do Pontifício Conselho Justiça e Paz, Peter Kodwo Appiah Turkson; e da diretora da Rede Internacional da Vida Consagrada contra o tráfico de pessoas Talitha Kum, irmã Gabriella Bottani.

Na sexta-feira haverá uma Vigília de Oração, com os objetivos de “transformar a mente e o coração, rompendo com a superficialidade e a indiferença que impedem de reconhecer em cada pessoa um irmão e uma irmã” e de “dar esperança aos que vivem o drama do cuidado de pessoas, para que não se sintam sozinhos”, entre outros.

No domingo, dia de Santa Bakhita, o cardeal João Braz de Aviz presidirá uma missa em memória das 21 milhões de vítimas do tráfico para diversos fins, como exploração sexual, trabalho forçado, tráfico de órgãos e adoções ilegais, segundo o Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Escritório da Organização das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (Unodc).

Iniciativa

Um site preparado para o Dia Internacional de Oração e reflexão contra o tráfico de pessoas propõe que seja acesa uma vela simbolizando o pedido para que o tráfico tenha fim. No endereço podem ser compartilhados testemunhos “de esperança e liberdade”.

 

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This