“Levantai-vos, olhai para o futuro”

Foi com esta palavra de esperança que o Papa Bento XVI se despediu da África, dia 23 de março passado. Embora esta visita se tenha limitado a dois países africanos – Camarões e Angola – com sua palavra o Papa de fato quis dirigir-se à África toda. Pela própria amplidão dos discursos fica evidente esta abrangência da visita pontifícia.

Além deste aspecto, quis certamente o Papa chamar a atenção da Igreja toda para o próximo Sínodo dos Bispos, em outubro próximo, que será referente à África. Este próximo Sínodo é ocasião propícia para o mundo católico voltar o olhar ao grande continente africano, como disse e quer o Santo Padre: “Dirige o teu olhar para a África, este grande continente, ainda tão sequioso de justiça e de paz”.

Houve infelizmente polêmicas suscitadas, por ocasião desta visita, pela natural e geral preocupação diante da terrível e difundida doença da AIDS na África, fruto da profunda transformação dos costumes. Esta preocupação é por certo também da Igreja.

A defesa da palavra pontifícia mal recebida sobre este tema veio do prestigioso jornal britânico “Daily Telegraph” que teve a fineza de declarar que o Papa “tem razão”. E acrescenta: “O Papa é chamado a falar sobre a verdade do homem. É a sua função: ai dele se não o fizesse”.

Uma visita papal a um país, que luta por sua ascensão, suscita novas forças para crescer e desenvolver-se por si, sem interferências externas. O próprio Presidente de Angola José Eduardo dos Santos o exprimiu ao Papa no belo discurso em que o homenageou: “A Igreja tem força moral suficiente para influenciar os corações e as mentalidades”. E reconhece “o apoio contínuo da Igreja a seu país para se libertar das interferências externas negativas (…) e para se transformar em terra de paz, de fraternidade e progresso”.

A visita pastoral do Papa a um país é uma luz nova que suscita esperança e abre caminhos. Por isto, ao despedir-se da África, que sofre tantos problemas, Bento XVI deixou, numa frase, um grito que gera coragem e impulsiona: “Levantai-vos e olhai para o futuro” e pediu que o olhar de todos se abrisse para o futuro que, por graça de Deus e o esforço geral, lhes será fecundo, feliz e fraterno.

Dom Benedicto de Ulhôa Vieira

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This