Memória dos primeiros 13 encontros intereclesiais das CEBs no Brasil

O 14º Encontro intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) teve início nesta terça-feira, 23 de janeiro, na cidade de Londrina no Paraná. Uma memória dos encontros anteriores pode ser útil para se ter uma visão da caminhada desse fenômeno latino-americano, mas com grande força no Brasil, que mereceu do Beato Paulo VI, já em 1975, na Exortação Apostólica Evangelii Nutiandi as seguintes palavras sobre seu futuro: “serão um lugar de evangelização, para benefício das comunidades mais amplas, especialmente das Igrejas particulares, e serão uma esperança para a Igreja universal […] elas progridam cada dia na consciência do dever missionário e em zelo” (n.58).

P. Edegard Silva Junior, do Regional Sul II da CNBB, faz um resgate da memória dos primeiros 13 encontros interecleisais das CEBs. Fizemos uma síntese do material preparado por ele destacando os números de participantes e a representatividade eclesial deles para se notar o processo crescente de organização e de  consolidação das comunidades eclesiais de Base.

1975 – 1º Encontro Intereclesial das CEBs – Vitória (ES) 

Participaram do evento cerca de 70 pessoas, representando várias dioceses de 12 estados diferentes. Entre eles estavam 5 bispos e vários animadores e animadoras leigos e leigas e agentes de pastoral das comunidades de várias partes do país.

1976 – 2º Encontro Intereclesial das CEBs – Vitória (ES)

Participaram do encontro cerca de 100 pessoas, representando 24 dioceses de 17 estados brasileiros. A metade dos presentes representava as comunidades (base) e a outra metade era constituída por agentes de pastoral, bispos e assessores. Participaram 13 bispos brasileiros e 3 convidados estrangeiros, sendo 2 do México.

1978 – 3º Encontro Intereclesial das CEBs – João Pessoa (PB)

O encontro contou com a participação de aproximadamente 200 pessoas, sendo que 2/3 vinham das bases, representando 47 Igrejas do Brasil. Participaram 17 bispos, 9 assessores e assessoras e 18 agentes de pastoral. Dentro do espírito ecumênico, estiveram presentes um assessor (Jether Pereira Ramalho) e 3 outros representantes dos evangélicos. Participaram ainda, o cacique xavante Aniceto , além de outros convidados do México, Bélgica e Nova Iorque.

1981 – 4º Encontro Intereclesial das CEBs – Itaici/Indaiatuba (SP)

Participaram em torno de 280 pessoas, de 71 dioceses e de 18 estados do Brasil. Deles, 184 eram representantes das bases, 56 eram agentes de pastoral, 15 eram assessores e 17 bispos que se fizeram presentes durante todo o Encontro.

1983 – 5º Encontro Intereclesial das CEBs – Canindé (CE)

O encontro teve uma dimensão nacional, já que contou com a participação de aproximadamente 500 pessoas, de 134 dioceses de quase todos os estados do Brasil. 234 dos participantes eram membros da base, 60 eram agentes de pastoral; 30 eram bispos, 15 assessores, 16 observadores, 7 da imprensa e 114 das equipes de serviço.

1986 – 6º Encontro Intereclesial das CEBs – Trindade (GO)

Participaram 1647 pessoas, das quais 742 eram representantes das bases, 203 agentes de pastoral, 30 assessores, 51 bispos, 16 representantes de Igrejas evangélicas, 10 representantes dos povos indígenas, 56 observadores latino-americanos, 35 observadores nacionais, 17 observadores de outros países, além do pessoal da imprensa, documentação e equipes de serviço.

1989 – 7º Encontro Interecelsial das CEBs – Duque de Caxias (RJ)

Entre os participantes do Encontro, estavam 1.106 delegados regionais, 85 bispos católicos, 39 assessores, 61 membros da Ampliada Nacional e Equipe Central, 120 delegados de 12 Igrejas evangélicas, incluindo 43 pastoras e pastores e 5 bispos, 30 representantes dos povos indígenas, 83 participantes de 19 países da América Latina e 92 convidados entre nacionais e estrangeiros. Somando estes aos representantes da imprensa e membros das equipes de serviço, perfez-se um total de mais ou menos 2.550 pessoas.

1990 – 8º Encontro Intereclesial das CEBs – Santa Maria (RS)

O Encontro contou com a participação de 2238 delegados brasileiros, representando suas comunidades, bem como 88 de outros países da América Latina e Caribe. Entre os participantes, 1469 eram leigos, 335 religiosos, 98 bispos (dos quais 66 católicos), 50 assessores, 106 evangélicos (dos quais 35 pastoras e pastores), 43 indígenas, 1 pajé, 1 mãe de santo, além das 40 equipes de serviço.

1997 – 9º Encontro Intereclesial das CEBs – São Luís (MA)

O Intereclesial do Maranhão contou com a participação de quase 3 mil delegados.

2000 – 10º Encontro Intereclesial das CEBs – Ilhéus (BA)

Participaram 3036 pessoas no X Intereclesial: 1565 homens e 1471 mulheres. 2395 delegados. Dos 72 evangélicos presentes, 4 eram bispos, 37 pastores(as), 31 leigos(as). Participaram ainda 45 pessoas da Ampliada Nacional, 62 da América Latina, 64 assessores(as), 63 bispos católicos, 7 das religiões afro-brasileiras e 65 indígenas .

2005 – 11º Intereclesial dsa CEBs – Ipatinga (MG)

o Encontro contou com a participação de 3.806 participantes, dos quais 3.219 eram delegados, 112 assessores, 89 indígenas, 288 convidados, sendo aproximadamente 3.000 leigos e leigas, 420 religiosas e religiosos, 380 padres, 50 bispos católicos e 2 anglicanos e a participação de 70 pessoas vindas de outros países. Participaram ainda 48 pessoas de outras onze Igrejas cristãs, das quais 23 eram pastoras e pastores. Sendo acolhidos também representantes de 32 povos indígenas e de outras religiões e culturas afro-brasileiras. Em união com os 250 jovens das Pastorais de Juventude de todo Brasil, acampados no Parque Ipanema, em comunhão com os participantes do encontro.

2009 – 12º Intereclesial das CEBs – Porto Velho (RO)

Participaram do encontro 3.010 delegados, representantes dos 26 estados e do Distrito Federal, sendo 1.234 mulheres, 940 homens. Os bispos somaram 56, os padres 331, as religiosas 197, os 41 religiosos e os 38 povos indígenas.

2014 – 13º Intereclesial das CEBs – Juazeiro do Norte (CE)

Participaram do encontro 4.036, desses 2.248 mulheres e 1.788 homens, 72 bispos, 232 padres e 146 religiosos e religiosas, 75 lideranças indígenas; 20 membros de outras Igrejas cristãs, 35 pessoas pertencentes a outras religiões, 36 estrangeiros e 68 assessores e membros da coordenação ampliada. E, pela primeira vez na história, um Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base recebe uma mensagem de um papa. A mensagem do papa Francisco dirigida aos participantes do 13º Intereclesial trouxe muita alegria e renovou a esperança de uma Igreja pobre e dos pobres comprometida com a justiça e a profecia a serviço da vida.

 

 

Share This