Missionários da Consolata no Brasil participam de Assembleia Eletiva

Encontro aconteceu nos dias 16 a 21 de maio

Os missionários da Consolata que atuam no Brasil avaliaram as atividades desenvolvidas e elegeram a nova direção para o período de três anos. O evento,  realizado na Casa Regional da Congregação, em São Paulo, nos dias 16 a 21 de maio, reuniu mais de 50 padres e seminaristas que trabalham nos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo e Distrito Federal.

O bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, dom Sérgio de Deus Borges,  presidiu missa na Assembleia. Na ocasião, agradeceu o trabalho realizado pelos missionários em todo o mundo e sobretudo na arquidiocese de São Paulo, onde a Consolata é responsável por três paróquias, um Centro de Animação Missionária, um seminário teológico, além de ter sua casa regional. “A Igreja precisa de missionários com coragem de sair e ir ao encontro dos que mais necessitam. Para isso, é necessário fidelidade ao primeiro amor, Jesus Cristo, e à consagração para a missão”, afirmou.

Em visita ao Brasil, o superior Geral do Instituto Missões Consolata (IMC), padre Stefano Camerlengo, acompanhou os trabalhos e insistiu sobre a revitalização e restruturação da Congregação. “O mundo está mudando, a missão muda. Precisamos primeiramente sonhar a instituição que queremos e depois se perguntar como realizar este sonho. O coração de tudo é a missão. Se perdermos a missão não haverá mais razão de existir. Essa revitalização visa qualificar a missão, valorizar os missionários e descentralizar a Congregação por meio de uma organização continental”, acrescentou.

O Estudo 108 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), intitulado “Missão e cooperação missionária”, também foi discutido durante a Assembleia. A assessoria do tema ficou por conta do secretário da Pontifícia União Missionária, padre Jaime Patias, que recordou a natureza missionária da Igreja. “Ela é chamada a ser testemunha de Cristo no mundo e na história, até os confins da terra e o final dos tempos”, disse.

A superiora regional das Irmãs da Consolata no Brasil, Irmã Anair Voltolini, também esteve na Assembleia e partilhou o caminho de revitalização que elas realizam desde 2011. “O objetivo é dar mais qualidade de vida e melhor responder aos atuais desafios da missão”, explicou a religiosa. Na congregação, cerca de 70 irmãs brasileiras trabalham além-fronteiras.

Nova Direção

No dia 19, a Assembleia elegeu o padre Aquiléo Fiorentini como novo superior Provincial do IMC no Brasil. Natural do Rio Grande do Sul, padre Aquiléo cursou teologia em Roma e trabalhou em Moçambique. Fez parte da Direção Geral em Roma por 12 anos: seis como conselheiro e seis como superior. Foram eleitos também como conselheiros os padres Lírio Girardi (vice superior), Jaime Carlos Patias, Stephen Murungi e Paulo Mzé.

Com informações e foto das Pontifícias Obras Missionárias

 

 

 

 

 

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This