Morre bispo emérito de Iguatu (CE), dom José Doth de Oliveira

dom José Doth de Oliveira

O corpo do bispo emérito da Diocese de Iguatu (CE), dom José Doth de Oliveira, 79 anos, vai ser velado na Catedral de São José, em Iguatu, a partir deste terça-feira, 28. Haverá missa de duas em duas horas. O sepultamento será após a missa de corpo presente, ás 9h, na quarta-feira, 29. Antes disso, haverá missas de corpo presente na cidade de Pedra Branca (CE), no distrito de Mineirolândia, em Mombaça.

O religioso morreu neste domingo, 26, na cidade de Pedra Branca. Dom José Doth que sofria de problemas decorrentes do Alzheimer, estava internado desde a última quinta-feira, 23.

O bispo da diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, divulgou nota de falecimento. A diocese decretou lutou oficial por sete dias para que as devidas honras e despedidas sejam prestadas pela população ao bispo emérito.

Dom José Doth foi consagrado bispo em 1990, assumindo a função de bispo coadjutor da diocese de Iguatu, onde permaneceu até 2000, quando assumiu a função de Bispo titular. Em 2009, renunciou ao cargo devido a problemas de saúde. Seu lema episcopal foi “Cum Maria, Matre Jesu (Com Maria mãe de Jesus)”.

Seu principal legado foi a construção da catedral de Iguatu, dedicada a São José, padroeiro da diocese e seu santo de devoção.

Atividade como Bispo

“Bispo Coadjutor de Palmares-PE (1990-1992); Bispo Coadjutor de Iguatu-CE (1992); Bispo Acompanhante da Comissão do Clero no Regional; Bispo Acompanhante da CRB no Regional-NE 1; Bispo Acompanhante dos Institutos Seculares do Regional NE 1; Bispo de Iguatu-CE (2000-2009).”

 

Nota de condolências da CNBB pelo falecimento de dom José Doth de Oliveira

Prezado Irmão, dom Édson de Castro Homem.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifesta seu pesar pelo falecimento do bispo emérito da diocese de Iguatu (CE), dom José Doth de Oliveira, ocorrido neste domingo, 26 de novembro.

A simplicidade de vida e a coragem de dom José, testemunhadas pelo senhor e pelo clero de Iguatu, nos deixam agradecidos diante da bondade e da misericórdia de Deus.

Destacamos que seu lema episcopal era “Cum Maria, Matre Jesu” (Com Maria mãe de Jesus)” e  expressa a confiança no poder da intercessão mariana que o sustentou no ministério. Um poder extraordinário, conforme nos explicitou o Papa Bento XVI numa Audiência Geral, em Castelgandolfo, em agosto de 2012: “como exerce Maria esta realeza de serviço e amor? Velando sobre nós, seus filhos: os filhos que se dirigem a Ela na oração, para lhe agradecer ou para lhe pedir a sua tutela maternal e a sua ajuda celestial, talvez depois de se ter extraviado pelo caminho, oprimidos pela dor ou angústia, pelas vicissitudes tristes e difíceis da vida. Na serenidade ou na escuridão da existência, dirijamo-nos a Maria confiando-nos à sua intercessão continua, porque do Filho nos possa alcançar toda a graça e misericórdia necessárias para o nosso peregrinar ao longo das sendas do mundo”.

Enviamos nossa saudação ao senhor, aos familiares de dom José Doth de Oliveira, e a todas as comunidades da diocese de Iguatu.

Em Cristo,

Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília (DF)
Secretário-Geral da CNBB

 

Share This