Novo Vigário da Caridade para a Diocese de Petrópolis (RJ)

Com missa celebrada na Catedral São Pedro de Alcântara, no dia 22 de março, o bispo da diocese de Petrópolis, dom Gregório Paixão, deu posse ao novo Vigário da Caridade, padre Rafael Soares. A Catedral ficou lotada com representantes de todas as pastorais sociais da diocese, amigos e familiares do padre Rafael. A missa foi concelebrada pelo padre José Augusto Carneiro, padre Jac, padre William e padre João Ricardo.

No início da celebração, padre Jac, pároco da Catedral São Pedro de Alcântara, fez a leitura da provisão de vigário da Caridade. Durante a celebração e ao final, os agentes das pastorais sociais manifestaram sua alegria pela nomeação do padre Rafael, que tem a tarefa de substituir padre Quinha, falecido no início deste ano.

A missão evangelizadora realizada pelos agentes das pastorais sociais é de suma importância para a Igreja diocesana. Dom Gregório, afirmou que nesta obra evangelizadora todos os diocesanos são chamados a trabalharem em comunhão. No final da celebração Viviane de Sousa Jordão, coordenadora diocesana da Pastoral Carcerária falando em nome das pastorais sociais fez uma homenagem de acolhimento e boas vindas ao padre Rafael.

Padre Rafael confiou sua nova missão a Virgem Santíssima, afirmando que ao aceitar o convite de dom Gregório, aceita com total desprendimento esta nova missão confiada pela Igreja. Ele contou que antes de ser sacerdote já tinha grande desejo em ajudar o padre Quinha e sua missão. “Sempre precisamos lembrar que a caridade é o maior de todos os dons de Deus, pois por ela nós conseguimos ver a presença de Deus em cada pessoa, aprendemos a ver todos como irmãos, assim como Jesus nos ensinou no Evangelho: Tudo que “fizestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes”.

O novo Vigário da Caridade disse que essa missão existe para organizar cada vez mais a atenção que todos devem dar a todos que passam por alguma necessidade considerada como problema social. “Estão aí incluídos: os irmãos que vivem nas ruas, os dependentes químicos, os doentes, os encarcerados, os soropositivos, as jovens que pensam em aborto, os desempregados e as crianças necessitadas. Esses irmãos nossos precisam da nossa atenção especial, do nosso amor, para que sejam ajudados a superar a situação que vivem e, através dessa ajuda, descubram o amor de Deus” afirmou padre Rafael.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This