Organização explica metodologia do 14º Intereclescial de Ceb’s em Londrina (PR)

Realizar 13 mini plenárias, uma grande plenária e momentos de celebração. Este é um dos desafios da organização do 14º Intereclesial das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base do Brasil), que será realizado em Londrina, entre os dias 23 e 27 de janeiro de 2018. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 3.300 participantes de todo o Brasil. O encontro tem como lema “Eu vi, ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo” (Êxodo, 3:7).

“Para que o evento transcorra da melhor forma possível, vamos reunir os delegados em 10 diferentes locais”, diz o padre Dirceu Fumagalli, da Formação e Articulação das Equipes de Serviços do 14º Intereclesial das CEBs. Nesses 10 locais serão realizadas as 13 mini plenárias que têm como objetivo debater os “desafios do mundo urbano”, em diferentes áreas.

Fumagalli explica que os locais que receberão as mini plenárias estão sendo chamados de praças com nome de uma árvore de uma das espécies dos biomas brasileiros. “Isso ajuda a fortalecer a identidade dos participantes que vêm do Brasil inteiro.” Confira os temas e locais onde serão realizadas as atividades em mini plenárias.

O tema “Acesso e condições de moradia” será debatido na Praça Mandacaru, na Paróquia Sagrados Corações, com total de 290 delegados. “Os desafios da mobilidade/transporte e locomoção” serão debatidos na Praça Buriti, a Paróquia Coração de Maria, com 290 participantes.

“As mudanças no mundo do trabalho e os impactos na participação da comunidade” serão o tema da Praça Pequi, na Paróquia Rainha do Universo, também com 290 delegados. “O desafio das Juventudes” será o tema da Praça Aroeira, a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, com 260 participantes.

A Praça Umbu, a Paróquia São Vicente de Paulo, vai receber o tema “A questão da violência e da segurança”, com um total de 290 delegados. A Praça Angico, Paróquia Nossa Senhora das Graças, vai debater o tema “Os desafios da formação e da educação”, com 280 delegados. A Praça Guapuruvu, Paróquia Imaculada Conceição, terá como tema “Acesso e participação na cultura e lazer”, com 250 participantes.

Padre Dirceu Fumagalli explica que três praças vão receber duas mini plenárias, cada uma. A Praça Castanheira, Paróquia Rainha dos Apóstolos vai receber os temas “Democratização e participação na política partidária” (180 delegados) e “Pluralismo: ecumenismo e diálogo religioso” (280 delegados).

A Praça Pau-Brasil, Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, vai receber os temas “Movimentos e organizações sociais e populares” (280) e “Ecologia e cuidado ambiental” (280 delegados). Já a Praça Bracatinga, o Centro de Pastoral, terá como temas “Direito à saúde e saneamento” (140) e “Mídias, novas tecnologias e direito à comunicação” (260 participantes).

Padre Dirceu Fumagalli explica que, além desses locais, o 14º Intereclesial das Cebs terá como importante espaço a Praça Araucária, o Ginásio de Esportes Moringão, onde serão realizadas as Grandes Plenárias do Encontro. Neste momento, será sistematizada toda a discussão realizada nas mini plenárias.

O Ginásio Moringão também vai sediar a Praça Peroba Rosa, onde serão realizadas feiras artesanais e atividades culturais. Fechando as 14 praças do 14º Intereclesial das Cebs estão a Praça Seringueira, Aterro do Igapó em que acontecerá a celebração da Memória dos Mártires e Defensores da Vida; e a Praça Ipê, Monumento da Bíblia, com a celebração de Abertura do Encontro.

“Para o bom desempenho e realização da metodologia do encontro, temos organizadas 25 equipes de serviço, constituídas por voluntários, membros de pastorais, movimentos eclesiais, organizações e movimentos populares e sociais, membros de comunidades e pessoas solidárias às causas das comunidades eclesiais de base”, afirma Fumagalli.

Confira aqui a programação e a localização das plenárias: http://www.cebsdobrasil.com.br

ESTAMOS AQUI SENHOR, viemos de todo lugar!

Estamos às portas do 14º intereclesial, grande encontro das CEBs do Brasil! Faltam poucos dias para que nossos pés pisem as terras vermelhas do norte do Paraná, particularmente da cidade de Londrina que de braços, coração aberto, alma festiva acolhe as delegadas (os), assessores, bispos, padres, religiosas (os) para, embalados pela espiritualidade libertadora que brota de nossas comunidades, e com a esperança de que um outro mundo e um outro Brasil é possível, celebrar a festa das comunidades.

Desde os becos, ruas, vielas e avenidas, dos centros e periferias das nossas cidades queremos como Povo de Deus peregrino, rever as lutas das CEBs, fortalecer as esperanças, partilhar nossas utopias e projetar nossa missão, profetismo e desejo de construir a paz na cidade.

Estamos chegando ao 14º intereclesial das CEBs depois de um longo caminho de preparação que começa com a acolhida afetuosa da Igreja de Londrina; com a escolha do tema do encontro pela ampliada nacional das CEBs; com a elaboração e distribuição do texto base do encontro que trata dos desafios do mundo urbano; na realização de seminários promovidos pela ampliada e o secretariado do 14º intereclesial sobre o tema da urbanidade, comunicação e liturgia; nos mini – intereclesiais das CEBs nas grandes regiões do país, nos seminários com as delegadas e delegados ao 14º que aconteceram nos diversos regionais da CNBB e com o trabalho incansável, dedicado do secretariado do 14º intereclesial em Londrina .

É chegado o momento de celebrar essa caminhada, mas antes é preciso reler o texto base do 14º intereclesial, envolver as comunidades locais na temática do encontro, celebrar o encontro nas bases e preparar o espirito de quem vai encontrar outros irmãos e irmãs de caminhada para partilhar as experiências, lutas, esperanças e a vida!

Os encontros intereclesiais de CEBs

Manifestação da eclesialidade das CEBs e da comunhão entre fieis e seus pastores, os encontros intereclesiais manifestam que desde o seu surgimento as CEBs nunca ficaram isoladas, mas se articularam em encontros nacionais, regionais e diocesanos formando uma enorme rede de comunidades. É uma grande assembleia das diversas dioceses que se reúnem para troca de experiências e reflexão teológica onde expressam o ser Igreja que nasce das bases com suas experiências de fé, jeito de celebrar, suas lutas, esperanças e o desejo de ver um novo dia com justiça, democracia, participação, solidariedade e paz!

14º intereclesial das CEBs – as Comunidades Eclesiais de Base e os desafios do mundo urbano

As CEBs sempre tiveram uma forte presença no campo e um bom número de encontros se realizaram em torno de temáticas ligadas à experiência rural. Mas, nas últimas décadas, as CEBs cresceram nas cidades e suas periferias. Hoje 85% da população brasileira vive em cidades. Nos últimos anos, há uma tomada de consciência de que é preciso aprofundar e analisar melhor a experiência das CEBs nesta realidade.

Perspectivas para o 14º intereclesial

Conscientes de que os desafios do mundo urbano são grandes e complexos, assim como os da própria realidade eclesial, as CEBs, numa perspectiva de esperança que surge do Reino de Deus, da visão eclesiológica do Concilio Vaticano II e do Papa Francisco, se propõem nos próximos anos abrir diálogo e aprofundamento da temática urbana e suas implicações pastorais.

Numa perspectiva bíblica e teológica, colocando a Palavra de Deus no centro da experiência das comunidades, com uma metodologia comunitária e popular, e aproveitando os ventos favoráveis trazidos pelos Papa Francisco; caminhemos para Londrina no Paraná animados pela fé das comunidades, com rostos esperançosos, pés firmes e com a proteção da Virgem Mãe, Negra Aparecida, Senhora do Roccio, padroeira do Paraná, Estrela da Nova Evangelização, manancial de alegria para os pequeninos!

dom Giovane Pereira de Melo
Bispo da Igreja de Tocantinópolis
Referencial do Setor CEBs da CNBB

Share This