Para onde o povo de Deus caminha

Ao falar de povo e de caminho, logo vem a idéia do lugar onde estamos e  aonde queremos chegar. Assim nos colocamos, cada dia, a marcar passos firmes, na realização pessoal e comunitária. Ninguém gosta de ficar parado, até mesmo as pessoas da terceira idade. Neste dinamismo, o “povo de Deus do Paraná”, representado pelos seus cento e setenta líderes, sendo vinte e dois bispos, celebrou no último fim de semana, a Assembléia Anual Ordinária, pela primeira vez fora da capital. Nós, com muita alegria, os hospedamos, fazendo o melhor possível. Posso dizer que foi um sucesso em todos os sentidos.

Como tema de estudo e reflexão, nos debruçamos sobre a “iniciação cristã”,  ou seja, a formação religiosa do cristão batizado, que precisa amadurecer cada vez nas suas convicções, no seguimento de Jesus. È muito pouco ser batizado e ir à missa. A missão de anunciar a fé que cultivamos, de manifestar a nossa alegria e satisfação em ser cristão hoje, não pode ser reservada a alguns privilegiados e muito menos ser reduzido à pratica do culto dominical. Por isso, a proposta que vem chegando, tem sua raiz nas primeiras comunidades cristãs. Alimentadas pela Palavra, pela partilha do pão e pela oração, não havia necessitados entre eles, tudo era comum e viviam radicalmente os ensinamentos dos apóstolos(cf.At 2.42).

Para iniciar, desde os pequenos até os adultos, neste caminho cristão, nós contamos hoje com sessenta mil catequistas no Paraná. Parece muito, porém a multidão com fome e sede de Deus, aumenta a cada dia que passa. Ao mesmo tempo, nos desafia saber como evangelizar. Não basta saber, conhecer academicamente os conteúdos da fé. O dinamismo cristão, hoje, nasce da experiência concreta do seguimento radical do Mestre.  As pessoas precisam ver o testemunho de quem fez a opção por Jesus e serem atraídas para o mesmo caminho.

Essa é meta de todos, apaixonar-se pelo evangelho e pela prática do Senhor, o Bom Pastor. A tarefa desta paixão pelo evangelho não é só da comunidade e de seus lideres; é  tarefa de todos, começando em casa, pela família, pelo pai e pela mãe, primeira sala de catequese. Ninguém substitui o amor carinhoso do colo de um pai e de uma mãe, conscientes da missão de transmitir a fé sem falsos temores. Não dá mais para lavar as mãos como Pilatos.

Está na hora de sair do comodismo ritualista, de quem quer se salvar fazendo o estritamente necessário. Está na hora de sair do casulo seco e protegido das convicções pessoais e buscar as verdades do evangelho. São estas que dão segurança no caminho e paz ao coração, de quem busca a eternidade. Está na hora de abandonar nossas seguranças materiais e nos colocar a caminho, na direção de quem crê que nesta vida tudo passa.

Está na hora de se perguntar para onde estou caminhando na vida espiritual, no meu relacionamento com o Criador do céu e da terra. Está na hora de se perguntar, aonde está o meu tesouro, pelo qual trabalhei e lutei até agora? Valeu a pena caminhar até aqui, ou ainda tenho dúvidas sobre para onde vai a caminhada da minha vida? Você faz parte deste povo que está a caminho. Tenha a certeza de que só um é o Caminho, a Verdade e a Vida: Jesus(cf.Jo 14,6). Ou você o encontra ou fica na multidão, como mosca tonta.

Dom Anuar Battisti

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This