Pastoral Afro-Brasileira lamenta morte de dom João

Em nota, a Pastoral Afro-Brasileira, vinculada à Comissão para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), expressou pesar pelo falecimento do bispo referencial dom João Alves dos Santos, ocorrido hoje, 9. O velório está ocorrendo na igreja da Imaculada Conceição, sede da Província dos Frades Menores Capuchinhos, na cidade de São Paulo, e amanhã, 10, o corpo seguirá Paranaguá (PR). O sepultamento está previsto para o sábado, 11, às 16h.

Confira a íntegra da nota:

Nota de pesar pelo falecimento de Dom João Alves dos Santos

“Aquele que serve”

 Nove anos como Pastor da Diocese de Paranaguá, Dom Frei João Alves dos Santos teve como lema de seu episcopado “Como aquele que serve”.  Foi um pastor e, realmente, durante sete anos, Dom João foi o bispo referencial da Pastoral Afro-brasileira. Como bispo negro serviu à causa do povo afro-brasileiro. Preocupava-se com a articulação da Pastoral Afro-brasileira. Acompanhava e incentivava ao participar dos diversos encontros e reuniões desta Pastoral. Com muita simplicidade e escuta tinha sempre uma palavra que orientava e ajudava no nosso trabalho.

“A população afro-brasileira é herdeira de uma profunda tradição de fé” (Doc. 85, nº 31). Celebremos juntos com os/as afro-brasileiros/as, unidos/as a todas as entidades negras louvando a Deus pela vida desse nosso Irmão e Companheiro. Celebremos a história de cruz, de morte, das perseguições, das discriminações que Dom João tanto viveu e lutou, mas também história de vida, de ressurreição. A vitória de Jesus sobre a morte ressoe nos tambores, como vitória.

Na ternura da Mãe, celebremos a vida frente aos desafios da inculturação e da inserção social. Que nossa Mãe, Negra Aparecida, o acolha, na misericórdia, na ternura, na simplicidade, na atenção e no amor de Deus.

                                                       Pe. Jurandyr Azevedo Araujo, sdb

                                                Coordenador da Pastoral Afro-brasileira da CNBB

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This