Pastoral dos Nômades realiza sua 32ª Assembleia Nacional em Vila Velha (ES)

Aconteceu de 16 a 19 de julho, a 32ª Assembleia Nacional da Pastoral dos Nômades do Brasil, ligada ao Setor Mobilidade Humana da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A Assembleia anual, que aconteceu na Casa de Formação Martina Toloni em Vila Velha (ES), contou com mais de 40 agentes de pastoral de todo o Brasil e participantes entre os nômades. O tema foi “Novos Rumos”.

A formação de novos agentes da Pastoral dos Nômades foi o ponto principal discutido, entre espiritualidades, mesas redondas, partilhas e celebrações. Dinha, Cigana Calin, de Porto Seguro (BA), conta como foi a experiência de participar pela primeira vez da Assembleia Nacional da Pastoral dos Nômades: “Para nós é um sentimento de igualdade, de que estamos unidos na mesma luta. Trago em meu coração o sentimento de união, de que precisamos somar forças. Precisamos orar e termos momentos com Deus. É necessário e levo isso a partir deste encontro.”

A Ana Lamenha, agente de pastoral na arquidiocese do Rio de Janeiro, também expõe o que leva em seu coração a partir de sua primeira experiência com Pastoral: “Foi a primeira vez que participei da Assembleia da Pastoral dos Nômades do Brasil. Cheguei com muitas expectativas em relação à Igreja estar mais perto dos circenses que sofrem”. Como os são itinerantes e a igreja está presente em todo o território brasileiro, ela acredita que a Igreja poderia avançar, junto às suas pastorais nas comunidades, para acolher os Circos que passarem por sua região”, disse.

A assembleia foi concluída com um almoço fraterno e a Santa Missa de envio, onde dom José Edson de Oliveira, bispo referencial da Pastoral Nômades exortou a importância da partilha e da vivência entre os irmãos nômades.

Com colaboração de Cícero Pereira – texto e fotos

Share This