Professores e estudantes participam de encontro com Comissão para a Educação e Cultura da CNBB

Os assessores da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), respectivamente, Cesar Leandro Ribeiro e irmã Maria Eugênia Lloris Aguado, foram convidados pelos responsáveis pela Pastoral da Educação no Regional Noroeste da CNBB (Acre, sul do Amazonas e Rondônia), dom Meinrad Francisco Merkel, bispo de Humaitá (AM) e referencial da Educação, e Luiz Ceppi, secretário executivo do Regional, para uma série de reuniões e palestras. O intuito do encontro foi propor iniciativas para a implementação das Pastorais no Regional.

CEC20122Os dois assessores da CNBB, ao longo de uma semana (1º a 7 de maio), visitaram as dioceses de Guajará-Mirim (RO); Humaitá (AM); Ji-Paraná (RO); Rio Branco (AC), e finalizando a sequência de encontros na Faculdade Católica de Rondônia, na arquidiocese de Porto Velho (RO). Em cada um dos locais visitados os assessores contaram com as presenças significativas dos representantes do Regional, professores e estudantes dos ensinos superiores públicos e privados.

Chegando a Porto Velho, aconteceu o grande encontro, que foi o 1º Encontro de Professores e Estudantes Católicos de Rondônia. Lá, estiveram presentes mais de 60 pessoas para ouvir as palestras: “A Educação hoje: Problemas, Perspectivas e Desafios na Amazônia”; “O papel dos Educadores na Realidade Amazônica” e “Como viver a fé no mundo Universitário em nossa realidade Amazônica?”.

CEC20123“A Universidade é a realidade de hoje. Ela nos dá várias possibilidades e somos chamados a construir, reformar as nossas convicções: o que você pensa? Qual a sua fé?”, disse a irmã Maria Eugênia em sua palestra.

Para o bispo referencial da Pastoral da Educação (PE) do Regional, dom Francisco Merkel, o trabalho da Pastoral é importante no fato que ela deseja agregar valores aos universitários. “Queremos agregar valor ao produto oferecido pela Universidade, que é a fé. Existem muitas maneiras de evangelizar, e a primeira é pelo testemunho. A Universidade é o laboratório do conhecimento, e nós, quanto Pastoral, estamos aqui dando trabalhando e dando a nossa contribuição”, disse.

CEC20124Vários participantes concluíram, segundo o professor Cesar Ribeiro, que o encontro serviu para mostrar a realidade local e abrir um diálogo, uma reflexão aprofundada sobre a realidade universitária na Amazônia. “Os professores se sentiram entusiasmados”, destacou.

“Alguns temas levantados pelos professores falavam sobre uma educação que reconheça o ser humano, ou a educação que trabalhe as diversidades e o desenvolvimento sustentável”, completou irmã Eugênia.

O encerramento foi com uma missa celebrada pelo arcebispo de Porto Velho, dom Esmeraldo Barreto de Farias.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This