Repam emite nota de apoio ao padre José Amaro Lopes de Souza

A Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) divulgou uma nota de solidariedade ao padre José Amaro Lopes de Souza, da prelazia do Xingu (PA). Líder comunitário e coordenador da Comissão Pastoral da Terra (CPT) na região paraense, Amaro defende, há anos, a regularização fundiária e o justo assentamento de centenas famílias de camponeses pobres da região vinculados ao Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS).

De acordo com o texto, padre Amaro Lopes está sendo injustamente acusado e conduzido pelos mesmos caminhos do Calvário de Jesus Cristo: “Os sumos sacerdotes, que outrora condenaram Jesus, são os poderosos, exploradores da Amazônia e de seu povo, que agora condenam padre Amaro Lopes”.

Leia o texto na íntegra.

Share This