Revista Bote Fé traz matéria sobre a 4º Semana Brasileira de Catequese

A revista Bote Fé deste trimestre, uma produção da Assessoria de Imprensa da CNBB em parceria com a Edições CNBB trouxe uma matéria especial sobre a 4ª Semana Brasileira de Catequese, a ser realizada de 14 a 18 de novembro, em Itaici/Indaiatuba (SP). Organizada pela Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética e pela Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, ambas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a 4ª Semana trará como lema “nós ouvimos e sabemos que ele é Salvador do mundo” (Jo 4,42).

O texto-base que norteia o evento é o Documento 107 da CNBB: Iniciação à Vida Cristã – Itinerário para formar discípulos missionários. Dele, do seu primeiro capítulo, foi colhido o lema, como revelador da mística a ser vivenciada pelos participantes. O arcebispo de Curitiba e presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, dom José Antonio Peruzzo explica que um dos objetivos gerais da 4ª Semana é compreender a catequese de inspiração catecumenal a serviço da Iniciação à Vida Cristã, buscando novos caminhos para a transmissão da fé, no contexto atual.

Dom José Antonio Peruzzo, presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB. Crédito: Arquidiocese de Curitiba

“São muitos os cristãos, os católicos, as crianças e os adolescentes que quando recebem o Sacramento da Confirmação desaparecem da Igreja, como se a Crisma fosse uma formatura e para muitos uma despedida. Isso não é segmento de Jesus Cristo. É preciso uma revisão! E Iniciação à Vida Cristã em estilo catecumenal é todo um processo (quer pedagógico, quer litúrgico, quer doutrinal) marcado por ritos de passagem para celebrar intensamente a verdade que professa. É para experimentar o encontro com Jesus!”, salienta o bispo.

Dentro da programação da 4ª Semana, foi pensado um cronograma a partir de aspectos importantes da temática, como por exemplo, “O anúncio de Jesus e os novos interlocutores”. “Os novos são aqueles que ainda não conheceram Jesus Cristo e estão se apresentando a procura dele. E nós precisamos apresentar a pessoa de Jesus. É como um pai que vai falar do seu time ao filho, ele não vai falar de teoria ou esquemas táticos, vai falar das vitórias, das alegrias e das conquistas do seu time de futebol e a criança vai aderir pelo entusiasmo mediante o qual o pai se expressa. No caso dos interlocutores não só apresentar as ideias e os pensamentos de Jesus Cristo, mas apresentar a pessoa de Jesus Cristo”, disse dom Peruzzo.

Outros temas também estarão em evidência no evento, dentre eles: a transmissão da fé no contexto atual; o seguimento de Jesus e o sentido da vida; a liturgia como celebração e iniciação ao mistério; a vida em comunidade que brota do encontro com Jesus; e as novas linguagens da era digital nos processos de transmissão da fé. “Não são as ideias de Jesus que salvam; é a pessoa de Jesus Cristo, então é preciso transmitir a pessoa, apresentar de maneira viva a pessoa de Jesus, que não é apenas uma elaboração discursiva, não é apenas teorização em linguagem doutrinal, mas é transmitir experiências, transmitir testemunhos, partilhar vivências e claro também estudar, também conhecer, também mergulhar naquela realidade que crê, por isso se fala de transmitir à pessoa, é preciso muito mais que um conjunto de reflexões”, finaliza dom Peruzzo.                      

Como forma de preparação para a 4ª Semana Brasileira de Catequese, a Comissão para a Animação Bíblico-Catequética preparou um subsídio, com cinco encontros, que antecipam as reflexões gerais do evento em rodas de conversa orante que poderão ser feitas nos grupos de catequistas, conselhos pastorais e pequenas comunidades. O “Caminho Orante para a 4ª Semana Brasileira de Catequese é uma maneira de impulsionar a mística à Catequese e aos Catequistas de todo o Brasil.

Victor Hugo Paiva, na V Semana Catequética da Paróquia de São José, em Castanhal (PA). Crédito: Acervo Pessoal

“A 4ª Semana Brasileira de Catequese já começou! Ela quer ser um momento forte de comunhão e de reflexão da Igreja do Brasil a respeito da fé e da Iniciação à Vida Cristã. Por isso, não deve ser entendida como um evento de alguns dias isolado em Itaicí, mas um movimento que perpassa todas as igrejas locais”, afirma o coordenador pastoral da diocese de Castanhal, no Pará, Victor Hugo Paiva.

Leigo, da Ordem Franciscana Secular, Victor é um dos catequistas que atua na equipe que organiza o evento. Ele também ajudou a elaborar o subsídio. “Tocamos e fazemos a 4ª Semana Brasileira de Catequese quando vivemos esta bonita comunhão, quando rezamos pela sua programação e aproveitamos das suas reflexões, tornando-a vida em nossa ação pastoral. Assim, as comunidades se animam, as dioceses se preparam, a equipe se organiza e a 4ª Semana vai se realizando nos corações de todos que são apaixonados pela Catequese e pela Iniciação à Vida Cristã”, salienta.

A preparação pelo Brasil

Ilza Vidal (ao centro) em encontro de formação na diocese de Ji-Paraná. Foto: Acervo Pessoal

Para participar da 4ª Semana Brasileira de Catequese foi dada a oportunidade para cada diocese enviar pelo menos um representante, preferencialmente membro da coordenação da catequese diocesana. A Ilza Vidal de Pádua Costa, articuladora da catequese do regional Noroeste da CNBB, que compreende os estados de Rondônia, Acre e sul do Amazonas, é a representante da diocese de Ji-Paraná (RO), que estará em Itaici. “Estou confiante que a 4ª Semana Brasileira de Catequese contribuirá muito com o processo de Iniciação à Vida Cristã. O Brasil possui uma diversidade muito grande em vários aspectos que, ao mesmo tempo é uma riqueza e desafio para consolidar as reflexões. Penso que este encontro nos trará mais certezas”, afirmou.      

A Ilza atua na catequese da diocese desde 2004 e como articuladora no regional está há um ano. Por lá desenvolve uma missão desafiadora, como ela mesma define. “Desde 2004 que nos despertamos para a importância da formação e durante muitos anos motivamos a formação com catequistas através de encontros em nível diocesano, regional, paroquial e comunitário”, conta.

Padre Márcio Martins Rosa, referencial eclesiástico para o Serviço de Animação Bíblico-Catequética da diocese de Caçador (SC). Foto: Acervo Pessoal

O padre Márcio Martins Rosa, diocese de Caçador (SC) é outro convidado para participar da 4ª Semana Brasileira de Catequese. Referencial para o Serviço de Animação Bíblico-Catequética do regional Sul 4 da CNBB e também do Serviço de Animação Bíblico-Catequética da diocese, ele é um dos grandes incentivadores da organização do projeto de iniciação à vida cristã de Caçador. “A 4ª Semana Brasileira de Catequese será muito importante para nossa caminhada pastoral. Ela consagra um momento de maturidade da Igreja no Brasil acerca desse novo paradigma catequético”, afirma o padre.

Ainda de acordo com ele, o evento reconhecerá o caminho já percorrido pela Igreja no Brasil e oportunizará a partilha de diversas experiências de Iniciação à Vida Cristã pelas dioceses do país. “O evento será um passo decisivo na consolidação da inspiração catecumenal como caminho para a formação dos discípulos missionários em nossas comunidades”, diz.

A coordenadora da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética do regional Nordeste 3 da CNBB, Terezinha dos Santos Resende Barbosa também irá ao evento. Ela assumiu a coordenação do regional em 2016. No entanto, já fazia parte da equipe de coordenação do regional, por estar como articuladora da sub-região 2, que corresponde às dioceses de Sergipe. “Consideramos a 4ª SBC de suma importância na reflexão acerca da Catequese, que está a serviço da iniciação à vida cristã. Os temas que serão abordados aprofundam o conhecimento em relação ao papel da catequese nesse processo, não esquecendo toda sua dimensão litúrgica, bíblica e experiencial”, afirma.     

Terezinha Barbosa, coordenadora da Comissão no regional Nordeste 3 da CNBB

Aqueles que dela participarem, Terezinha afirma que serão agraciados não só com profundas reflexões, mas também com a oportunidade de conhecerem novas experiências e realidades presentes no vasto território brasileiro. “Isso é o que nos enriquece e nos fortalece na missão de tornar realidade o processo da iniciação à vida cristã em todas as dioceses”, finaliza.

Um momento muito especial na vivência da 4ª Semana Brasileira de Catequese será a sessão de homenagens que os participantes prestarão a seis pessoas que doam a vida à evangelização. Padre Antonio Marcos Depizzoli, assessor nacional da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética explica que na carta-convite enviada a eles foi destacada a contribuição desses catequistas, com seu testemunho de vida, na reflexão e consolidação, no Brasil, da catequese a serviço da Iniciação à Vida Cristã. “A singela homenagem será uma forma de reconhecer o bem que eles têm feito pela transmissão da fé”, aponta o padre.

Padre Antonio Marcos Depizzoli, assessor nacional da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB

Padre Depizzoli revela que os homenageados serão o bispo emérito de Tianguá (CE), dom Francisco Javier Hernández Arnedo; o presidente da Sociedade Brasileira de Catequetas (SBCat), irmão Israel José Nery; a Marlene Maria Silva, da diocese de Pouso Alegre (MG); o padre  José Fernandes de Oliveira (padre Zezinho); o membro do Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética (Grebicat), padre Luiz Alves de Lima; e a colaboradora da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, Therezinha Motta Lima da Cruz.

“Na prece de gratidão a Deus pelo dom da vida, vocação e missão de cada um desses nossos irmãos, manifestaremos nossa alegria por todos os Catequistas do Brasil que respondem com generosidade a Deus que chama a cada um para viver e transmitir a fé. Será mais uma oportunidade para dizer que nós ouvimos e sabemos que Ele (Jesus) é o Salvador do mundo”, finaliza padre Antonio Marcos Depizzoli.

Share This