Santuário é inaugurado no Piauí

Cerimônia teve a participação de 25 mil fiéis

A nova estrutura do santuário de Santa Cruz dos Milagres, localizado na cidade de mesmo nome, a 180 quilômetros de Teresina (PI), foi inaugurada no último domingo, dia 10. A cerimônia de consagração do templo foi presidida pelo arcebispo local, dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, e teve a participação do arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sergio da Rocha.

Cerca de 25 mil pessoas participaram da solenidade, de acordo com a Polícia Militar. Durante a celebração, houve a abertura da Porta da Misericórdia no Santuário, que recebe cerca de 200 mil pessoas por ano.

Estrutura

A nova estrutura conta com cerca de 4 mil metros de área construída e tem capacidade de receber 3,5 mil fiéis em celebrações.

Com a conclusão das obras, iniciadas há cinco anos, o Santuário passa a contar com sacristia, sala de confissões, capela do batismo, capela do Santíssimo Sacramento, salas de apoio, reitoria, banheiros, quarto de descanso para os padres, sala de imprensa, cabine de som e Hall de informações.

Está disponível no santuário de Santa Cruz dos Milagres uma relíquia da Terra Santa. No altar do templo, há um nicho com uma pedra do Monte Calvário.

Gratidão

Dom Jacinto de Brito ressaltou a importância dos fiéis na construção do Santuário. “De nada adiantaria ter uma estrutura tão bonita e grandiosa se não tivéssemos os fiéis. Vocês são os tijolos vivos dessa obra. Vocês são a Igreja viva dessa nova morada do Pai”, disse.

Dom Sergio da Rocha, foi arcebispo de Teresina e, antes de ser nomeado para Brasília, lançou e abençoou a pedra fundamental do novo templo do santuário. “Muita gente dizia que esse santuário só seria construído por um milagre e ele aconteceu. Por isso estamos aqui para glorificar a Deus. No coração, tenho hoje só gratidão por momentos tão especiais vividos com os romeiros de Santa Cruz”, lembrou o prelado.

Devoção

A devoção à Santa Cruz foi iniciada no século XVII. A história remete a uma cruz fincada por um beato, entre as pedras, apontando para o rio São Nicolau. Ele prometera a um vaqueiro que ali haveria de acontecer muitos milagres. Os acontecimentos fizeram com que ocorressem romarias para o local.

O aumento no número de romeiros fez com que houvesse o crescimento da cidade, que recebeu o nome de Santa Cruz dos Milagres. A estimativa, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de que o município, criado em 1989, possua atualmente 3.926 habitantes.

Peregrinações

Definido como um local de peregrinação para que os fiéis passem pela Porta da Misericórdia, o Santuário receberá a cada mês um grupo temático, a partir de uma iniciativa da arquidiocese de Teresina.

Em março será a Peregrinação das Mulheres. No mês seguinte acontece a da Renovação Carismática Católica (RCC) e das Novas Comunidades. Em junho, os homens farão o trajeto de Teresina até Santa Cruz. No mês seguinte, em sintonia com a Jornada Mundial da Juventude, os jovens irão ao Santuário. Em agosto, as famílias serão peregrinas na celebração do mês vocacional, após a Semana Nacional da Família. Em setembro, o Movimento Mariano fará a peregrinação, encerrando a programação da arquidiocese.

Para informações e inscrições, os interessados devem entrar em contato com o Instituto Viver Semear. Telefone (86) 3011-2124.

Com informações e fotografia da arquidiocese de Teresina (PI) e do regional Nordeste 4 da CNBB.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This