Secretário geral da CNBB abre segundo dia do Congresso Nacional de Educação Católica

O secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara Barbosa, abriu hoje, 22, o segundo dia do Congresso Nacional de Educação Católica, promovido pela Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC). O evento começou no dia 21, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília, e conta com a participação de mais de 2 mil pessoas, de todo o Brasil.

Segundo dom Dimas, a Educação Católica no Brasil foi fortalecida com a fusão das três antigas entidades AEC, ANAMEC e ABESC na atual Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, a ANEC.

Dom Dimas mencionou que a partilha de metas e objetivos, a comunhão das Entidades Associadas, os novos rumos do ensino católico são contribuições de valor inestimável que o Congresso está oferecendo e ainda mais, “É muito importante que a Escola Católica retorne às suas origens e redescubra sua própria identidade e missão”, afirmou o secretário geral da CNBB.

encontroanecdomdimasanecO secretário geral da CNBB afirmou ainda que pretende se reunir com os responsáveis pelas instituições católicas de ensino para propor um Projeto de Lei de Iniciativa Popular. “No Ficha Limpa houve uma mobilização social muito bonita das escolas, com alunos levando fichas para as suas comunidades e recolhendo assinaturas. Imagine se fizéssemos um Projeto de Lei de Iniciativa Popular em prol da melhoria da educação no Brasil, como não seria? Temos aproximadamente 2 milhões de alunos em escolas católicas, se apenas 500 mil se mobilizasse e recolhesse cinco assinaturas, só aí já conseguiríamos 2.5 milhões de assinaturas em apenas um mês. Nós não sabemos a força que nós temos”, afirmou dom Dimas.

Abertura

Após abertura do 1º Congresso Nacional de Educação Católica, o presidente do Conselho Superior da ANEC e Reitor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, proferiu a primeira palestra do Congresso. O tema foi “Educação Católica, identidade e inovações para uma sociedade plural”. Dom Joaquim ressaltou que as inovações promovidas pelas Escolas Católicas fazem parte da própria identidade dessas Instituições.encontroanecpartici

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This