Seminário de Pastoral Migratória aprofunda “sinais dos tempos”

Encerrado nesta terça-feira, 29 de novembro, o Seminário de Pastoral Migratória realizado em Caxias do Sul, no Rio Grande dio Sul, pelas Irmãs Scalabrinianas. O encontro teve com o tema: Rostos da Migração “Sinal dos Tempos” e o lema: “Não mais estrangeiros nem hóspedes, mas da familia de Deus” (cf. Ef 2,19) e teve por objetivo de aprofundar diferentes realidades da migração “sinal dos tempos” para responder com dinamismo e profecia aos desafios do carisma scalabrinino.

No dia 24 de novembro de 2011, com a participação de aproximadamente 400 pessoas, no Teatro São Carlos, Caxias do Sul – RS- Brasil, realizou-se a conferência inaugural com o tema: “Migrações contemporâneas: características e tendências, ministrada pelo Prof. Roberto Marinucci, pesquisador do Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios – CSEM, Brasília – DF. A seguir, houve a apresentação do vídeo sobre a presença missionária da Congregação junto aos migrantes no mundo.

Na manhã do dia 25, no Centro Diocesano de Pastoral, de Caxias do Sul, as atividades foram iniciadas com a Celebração Eucarística, presidida por Dom Alessandro Ruffinoni, bispo diocesano. Os 76 participantes, dentre irmãs e leigos, representando 16 países, foram acolhidos pela Ir. Marílucia Bresolin, superiora da Província Imaculada Conceição anfitriã do seminário. A Superiora Geral, Irmã Alda Monica Malvessi, ao declarar aberto o IV Seminário destacou a importância do evento para a congregação e missão scalabriniana junto aos migrantes na Igreja.Após a apresentação da metodologia e orientações práticas do Seminário, o sociólogo Ivo Poletto, discorreu sobe o tema de estudo “Mudanças Climáticas, refugiados ambientais e interpelações missionárias” que gerou várias ressonâncias na assembléia apontando inúmeros desafios frente à urgente necessidade de mudança de atitude no cuidado da vida do planeta.

O Seminário prosseguiu até o dia 29, terça-feira, constando na programação, outros temas de estudo: “A feminização da Migração: desafios e potencialidades”, “Diálogo Intercultural, um desafio à formação da missionária scalabriniana”, e “Identidade e carisma scalabriniano a partir do testemunho de Madre Assunta”. Haverá, ainda, a apresentação de ações pastorais com diferentes grupos de migrantes, refugiados, deportados, mulheres, crianças, sazonais, vítimas de tráfico de pessoas, migrantes de segunda geração, migrantes internos, entre outro. Estas ações e experiências de trabalho pastoral missionário são dos seguintes países: Brasil, Honduras, África do Sul, Itália, República Dominicana, México, Colômbia, Estados Unidos e Alemanha. Ir. Rosita Milesi, missionária Scalabriniana, membro do Setor Pastoral de Mobilidade Humana da CNBB, participou do Seminário e contribui com a análise da incidência da missão realizada pelas Irmãs na Igreja, nas Políticas Públicas e na sociedade.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This