Simpósio sobre Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso é realizado em São Paulo

Comissão também reuniu integrantes do Grupo de Reflexão de Ecumenismo e Diálogo Religioso, o Gredire

“Fundamentos e Caminhos para o diálogo Inter-Religioso” foi o tema do VII Simpósio de Formação Ecumênica, realizado pela Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento aconteceu nos dias 3 a 5 de fevereiro, na Casa de Formação Sagrada Família, em São Paulo (SP).

 

A motivação que guiou o encontro foi uma fala do papa Francisco por ocasião de sua visita a Assis, no ano passado. “Paz significa Educação: uma chamada a aprender todos os dias a arte difícil da comunhão, a adquirir a cultura do encontro (…) Desejamos que homens e mulheres de religiões diferentes se reúnam e criem concórdia em todo o lado, especialmente onde há conflitos. O nosso futuro é viver juntos”, disse o pontífice na ocasião. Neste intuito, foi proposta uma reflexão na procura de compreensão da realidade e dos caminhos de diálogos da Igreja com a sociedade.

O tema central “Fundamentos e Caminhos para o Diálogo Inter-Religioso” foi ministrado pelo padre Enio Marcos de Oliveira, da diocese de Leopoldina (MG). Durante o Simpósio, aconteceram momentos de avaliação e propostas para atuação nos Regionais da CNBB e abordagens com líderes de diferentes religiões, com a participação de representantes do Candomblé, Iyawo Marcia de Oxalá; do Islamismo, sheik Jihad Hassan Hammadeh; e do diretor da Federação Israelita de São Paulo, Raul Meyer.

O assessor da Comissão Episcopal para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religiosos da CNBB, padre Marcus Barbosa, considerou o Simpósio um tempo oportuno para partilhar as experiências ecumênicas e inter-religiosas realizadas nos regionais. “Nestes dias, junto a formação técnica tão necessária para nossa missão ecumênica, sentimo-nos mais alegres e fortalecidos para nos lançarmos ao diálogo como imperativo do Evangelho. Aqui também aprendemos que sem identidade, humildade, esvaziamento e reverência não se faz possível qualquer forma de diálogo”, comentou.

Gredire

Antes do início do Simpósio, o Grupo de Reflexão de Ecumenismo e Diálogo Religioso (Gredire), comissão que reúne católicos de alguns regionais da CNBB, partilhou a realidade da Igreja no movimento ecumênico no Brasil e planejou as atividades para este ano.

O bispo de Barra do Piraí – Volta Redonda (RJ), dom Francesco Biansin, ressaltou as ações da Igreja Católica, os desafios para o diálogo religioso e os marcos referências no país em 2017, como a celebração dos 500 anos da Reforma, os 300 anos do Encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida e a realização da 55ª Assembleia Geral da CNBB, que neste ano, terá como tema central a “Iniciação à vida Cristã”. O Ecumenismo será um dos temas prioritários, de acordo com dom Biasin.

 

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *

Share This