Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

 

 

Neste dia 23 de setembro, lembremos do Beato Padre Victor, um servo que brilhou intensamente com a luz da fé e do amor a Deus e ao próximo. Sua vida e legado continuam a inspirar e a tocar os corações daqueles que o conhecem. 

Beato Padre Victor nasceu na cidade mineira da Campanha, no dia 12 de abril de 1827. Desde tenra idade, ele manifestou uma profunda devoção a Deus e um desejo ardente de servir a sua comunidade. Foi esse desejo que o levou a seguir o chamado sacerdotal e a se tornar um instrumento nas mãos de Deus para espalhar a mensagem do Evangelho. 

Apenas oito dias após seu nascimento, um evento de profundo significado ocorreu em sua vida. Ele foi batizado, e sua madrinha foi a respeitável dona da fazenda onde ele veio ao mundo, Marianna Bárbara Ferreira. Este momento de sua vida foi abençoado e moldado pela Providência Divina, pois a influência de sua madrinha desempenhou um papel fundamental em sua educação. 

Padre Victor era alfaiate, mas tinha ele a vocação que transcendia a costura e se dirigia ao sacerdócio. Essa aspiração parecia quase inalcançável na época, especialmente em tempos de escravidão. No entanto, ele contou com o apoio de sua madrinha, que ousou buscar o padre da cidade para sondar a possibilidade de realizar o sonho de Victor. 

A oportunidade tão esperada finalmente se materializou em 1848, quando o bispo de Mariana, Dom Antônio Ferreira Viçoso, visitou a cidade da Campanha. Movido por uma fé inabalável, Victor procurou imediatamente o bispo e expressou seu profundo desejo de servir a Deus como padre. Esse pedido foi prontamente aceito e, assim, o alfaiate ingressou no Seminário da Boa Morte, em Mariana, no dia 5 de junho de 1849. Após dois anos, em 1851, ele havia alcançado sua ordenação sacerdotal, transformando sua vida em uma jornada de serviço a Deus e à comunidade. 

Padre Victor permaneceu na Campanha da Princesa como padre coadjutor por um ano antes de ser transferido para Três Pontas (MG), onde assumiu o papel de vigário e, mais tarde, pároco — e ali permaneceu por 53 anos, servindo incansavelmente à sua comunidade paroquial e àqueles que buscavam a palavra de Deus. Faleceu, em fama de santidade, em 23 de setembro de 1905, num momento em que toda a cidade já o venerava, por isso, sua morte foi tomada por uma profunda comoção. Durante três dias, seu corpo permaneceu exposto, exalando um perfume suave e agradável, sinal da presença divina que sempre o acompanhou. Foi sepultado na Igreja Matriz de Nossa Senhora D’Ajuda, que ele próprio construiu como testemunho de sua devoção a Deus, em louvor da Senhora D’Ajuda, e à sua comunidade. 

A vida do Beato Padre Victor é um testemunho vivo de como Deus trabalha através de seus servos fiéis. Sua beatificação em 14 de novembro de 2015, na cidade de Três Pontas, foi presidida pelo então bispo da Campanha, Dom Diamantino Prata de Carvalho, sendo a fórmula da beatificação tendo sido pronunciada pelo Legado Pontifício, o Cardeal Angelo Amato, SDB. Papa Francisco, ao comentar a beatificação, destacou a generosidade e a humildade do Padre Victor: “Pároco generoso e excelente na catequese e na ministração dos sacramentos, se distingue sobretudo pela sua grande humildade. Possa o seu extraordinário testemunho servir de modelo para todos os sacerdotes, chamados a ser humildes servidores do povo de Deus.” (https://n9.cl/rrl8t) 

Padre Victor nos recorda que a fé em Deus é o alicerce sobre o qual construímos nossas vidas. Quando enfrentamos desafios e adversidades, podemos encontrar força e esperança em Deus, assim como ele fez ao longo de sua vida. 

Nestes dias da Novena e da Festa do Beato Padre Victor vamos pedir a graça de acabar com as escravidões modernas em todas as suas novas modalidades e que seja erradicado, completamente, o racismo na vida da sociedade e da Igreja! 

À medida que celebramos a vida e o legado do Beato Padre Victor, que ele seja para todos nós um modelo de santidade e um lembrete de que a vida cristã é uma jornada de amor, serviço e fé. Que possamos seguir seus passos, buscando a face de Deus em nossas orações e estendendo nossas mãos para ajudar aqueles que precisam. 

Que o Beato Padre Victor, interceda por nós junto ao trono de Deus, para que possamos viver vidas dignas do Evangelho e, um dia, compartilhar a alegria da eternidade com Ele no Reino dos Céus. 

Saudações em Cristo! 

 

 

 

 

Tags:

leia também