Conselho Gestor do FNS da CNBB inicia análise de 74 projetos que atenderam os requisitos do edital 2022

O Conselho Gestor do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) se encontrou na quarta-feira, 3 de agosto, com o objetivo de iniciar a análise dos 74 projetos que atenderam os requisitos estabelecidos pelo “Edital CNBB – FNS – 2022”. Na apresentação do edital, o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e presidente do Conselho Gestor do FNS, dom Joel Portella Amado, ressaltou que: “A cada ano, de acordo com o tema da Campanha da Fraternidade, são indicados três eixos a partir dos quais os projetos podem ser apresentados. Algumas vezes, indica-se também um eixo que, embora não diretamente ligado ao tema da CF, representa situação grave em nosso país, como é o caso da insegurança alimentar”.

Segundo o Coordenador de Projetos da CNBB, Franklin Queiroz, até o prazo final estabelecido pelo edital, 15 de julho deste ano, foram cadastradas 189 propostas de projetos no sistema eletrônico do FNS, mas apenas 112 organizações conseguiram cumprir os requisitos de enviar, dentro do prazo estabelecido pelo edital, toda a documentação exigida para a fase de análise das propostas.

Das 112 projetos cadastrados com toda documentação, na reunião desta quarta-feira, teve início a análise dos primeiros 74 projetos. Para estes, o Conselho Gestor destinou uma quantia de R$ 2.302.749,06.  Até o final da reunião, o Conselho Gestor analisou 35 projetos do eixos 1, aprovou 30 deles e pediu informações mais detalhadas sobre 5. Para os 35 projetos do eixo 1 serão destinados R$ 1.220.054,85.

Em 2022, conforme definição do edital, os projetos a serem apoiados atenderão a três eixos. O eixo que mais recebeu propostas, 35 ao todo, foi o eixo I – Apoio a projetos educativos – , seguido pelo eixo 2 – Auxílio a situações de insegurança alimentar e vulnerabilidade social – com 21 e o eixo 3 – Capacitação para a geração de renda- com 18 propostas.

Solidariedade guiada pela fé

 

O subsecretário-adjunto geral e secretário-executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista, membro do Conselho Gestor do FNS, destacou que a reunião de análise dos projetos configurou-se como um importante momento de escuta e discernimento.

“Tivemos a oportunidade de ver a beleza da solidariedade guiada pela fé  que acontece em todos país e como o FNS pode ajudar a dar motivações de vida e esperança apoiando projetos tão concretos e que tocam a vida e a história de tantas pessoas. É o amor organizado para servir”, disse.

Até o final da reunião, o Conselho Gestor do FNS conseguiu analisar somente os 35 projetos do eixo I. Uma reunião extraordinária foi marcada para o dia 23 de setembro deste ano para consolidar a análise dos outros 39 projetos. As propostas aprovadas receberão uma confirmação da aprovação do Conselho Gestor e podem ser consultados no portal do FNS. 

35 projetos do eixo I contemplados por macrorregiões brasileiras:

Região Norte: AM – 03, RO – 01 e TO – 01
Região Nordeste: BA – 04, CE – 02, PB – 02, MA – 1, PE – 01, SE – 01
Região Centro-Oeste: GO – 04 e DF – 02
Região Leste: SP – 03 e RJ – 01
Região Sul: RS – 01 e SC – 01

 

Tags:

leia também