Diocese de Petrolina comemora 100 anos semeando a alegria do Evangelho com série de atividades

“O tempo de preparação e o ano jubilar do centenário nos convida a viver a nossa fé praticando o bem, assim como fez a Igreja desde o início e, ainda faz, nestas terras banhadas pelo Rio São Francisco”, disse o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, ao presidir, no início da noite do dia 26 de novembro, a missa solene de conclusão do 2º Congresso Eucarístico Diocesano, realizado dentro das comemorações do centenário da diocese de Petrolina, em Pernambuco.

“Agradecemos a Deus por essa história centenária iniciada por dom Antônio Maria Malan com a sua profecia de que ao redor da matriz a cidade iria se desenvolver. Hoje, podemos ver com clareza as maravilhas da ação da Igreja que, sempre próxima ao povo de Deus, ajudou a construir e a progredir com as sementes do Evangelho esta região do sertão de pernambucano”, acrescentou dom Orani, na celebração realizada na Concha Acústica, ao lado da catedral.

A diocese de Petrolina foi erigida no dia 30 de novembro de 1923 pelo Papa Pio XI, desmembrada da Diocese de Pesqueira, e já teve oito bispos diocesanos. A diocese possui 32 padres e quatro diáconos transitórios, que exercem a missão em 28 paróquias, sendo duas quase paróquias e duas áreas pastorais, presentes em oito municípios. A padroeira da Igreja Matriz (antiga Catedral) e da cidade de Petrolina é Nossa Senhora Rainha dos Anjos, já o padroeiro da diocese e da Catedral é o Sagrado Coração de Jesus Cristo Rei.

Chão fecundo de fé, amor e devoção

No início da Santa Missa, no momento da acolhida, o bispo diocesano de Petrolina, Dom Francisco Canindé Palhano, disse: “Há cem anos, Petrolina recebia a notícia que seu pequeno território estava sendo elevado à categoria de bispado, de diocese. Hoje nos reunimos e nos encontramos com a Igreja de Cristo, povo de Deus, para cantarmos as maravilhas do Bom Pastor deste chão tão fecundo de fé, de amor e de devoção. De onde brotam sementes lançadas ao chão, que são a alegria da semeadura do Evangelho.”

Dom Francisco acrescentou: “acolho a todos e a cada um nesta ‘Terra dos Impossíveis’, que é a gentil Petrolina. De forma especial, a sua eminência reverendíssima, Dom Orani, Cardeal Tempesta, arcebispo metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, que hoje nos brinda com a sua púrpura presença confirmando-nos na fé, na fidelidade e obediência ao Santo padre, o Papa Francisco. Para bendizer a Deus por estes dias Felizes que aconteceram na semana jubilar e no 2º Congresso Eucarístico Diocesano, que foram muito significativos para a nossa história.”

Durante a celebração, dezenas de crianças e adolescentes fizeram a Primeira Comunhão. Dom Orani recebeu das mãos de Dom Francisco a Medalha Comemorativa do Centenário da Diocese de Petrolina. Após a celebração, houve procissão eucarística pelas ruas do centro da cidade, concluindo com a solene bênção do Santíssimo Sacramento.

Semana jubilar

Com o tema “Semeando a alegria do Evangelho” a semana jubilar, em comemoração ao centenário da diocese de Petrolina, foi realizada de 20 a 26 de novembro. Em três polos descentralizados na cidade, houve celebrações eucarísticas, ação social, catequese e encontros com o clero, religiosas, seminaristas, famílias, comunidade educacional católica, novas comunidades, Renovação Carismática Católica e Apostolado da Oração.

Para fortalecer a espiritualidade dos fiéis na dimensão da fé, arte e cultura, aconteceram shows com os cantores católicos Ana Clara e Ítalo Poeta, irmã Kelly Patrícia, Geraldinho e Missão Resgate.

O administrador da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, de Campos (RJ), Dom Fernando Arêas Rifan, conduziu uma catequese sobre a “Hermenêutica da continuidade a partir da Eucaristia”, e presidiu missa na forma extraordinária do Rito Romano.

O bispo de Itumbiara (GO), dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, teve um encontro com a sociedade civil e militar. O bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Ricardo Hoepers, conduziu o Congresso Eucarístico Jovem. Também presidiram missas o arcebispo de Belém (PA), dom Alberto Taveira, e arcebispo de Brasília (DF), cardeal Paulo Cezar Costa.

Dentro da semana jubilar, houve o Congresso Eucarístico Diocesano, com missas, adoração ao Santíssimo Sacramento, confissões e shows.

Na manhã de domingo, dia 26 de novembro, foi realizada a Missa Solene na Igreja Matriz (antiga Catedral da diocese) seguida de procissão eucarística até a nova Catedral e, logo depois, adoração ao Santíssimo. No início da noite, foram encerradas as comemorações e o Congresso Eucarístico, presidido por dom Orani, seguido de procissão eucarística pelas ruas principais do centro da cidade de Petrolina.

Tags:

leia também