Entidades denunciam restrições à assistência religiosa nos presídios em Audiência Pública

Ocorreu nesta quinta-feira (23) no auditório da Defensoria Pública de SP uma audiência pública organizada pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) sobre diretrizes nacionais para a assistência religiosa nos estabelecimentos prisionais. Diversas organizações sociais e representantes religiosos, incluindo a Pastoral Carcerária e seus agentes, participaram presencialmente e online, acompanhando a discussão e contribuindo com suas experiências pessoais visitando o cárcere.

Defensoria Pública de SP uma audiência pública organizada pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) sobre diretrizes nacionais para a assistência religiosa nos estabelecimentos prisionais.

As audiências que serão realizadas tem como objetivo atualizar a resolução nº8, de novembro de 2011, que trata das diretrizes para a assistência religiosa nos estabelecimentos prisionais. Essas audiências são resultados de uma reunião que a Pastoral Carcerária Nacional teve com o Ministro da Justiça, Flávio Dino, onde a Irmã Petra Pfaller, coordenadora nacional da PCr, denunciou as diversas restrições que os agentes pastorais e representantes de outras igrejas sofrem nas visitas religiosas pelo Brasil. Uma segunda audiência será realizada no dia 13 de dezembro, em Brasília.  Nessa matéria, você confere algumas das muitas falas e contribuições dadas ao Conselho durante a audiência.

Saiba mais em: carceraria.org.br

Tags:

leia também