Equipe executiva do Conselho Missionário Nacional (COMINA) esteve reunida, virtualmente, para última reunião de 2021

A equipe executiva do Conselho Missionário Nacional (COMINA) esteve reunida, virtualmente, para a última reunião do ano de 2021. A pauta contemplou uma avaliação das principais atividades coordenadas pelos organismos envolvidos da animação e reflexão missionária no Brasil.

Participaram da reunião o bispo de Chapecó (SC) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB e do COMINA, dom Odelir José Magri; os assessores da comissão, padre Daniel Rochetti e irmã Sandra Regina Amado, o diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM< padre Maurício Jardim; o diretor do Centro Cultural Missionário, padre Djalma Antônio da Silva e a assessora executiva do Setor Missão da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), irmã Maria de Fátima Kapp.

Para o assessor da Comissão, padre Daniel Rochetti, a executiva do COMINA encerra as atividades deste ano que foram intensas e grandiosas mesmo online com um olhar bastante esperançoso para 2022, ano em que será celebrado o Ano Jubilar Missionário.

“O ano de 2022 será iniciado com muito entusiasmo com a perspectiva de todas as celebrações jubilares que vão ocorrer. Ano Jubilar Missionário congrega uma série de jubileus a nível internacional e nacional relacionados a vida missionária”, disse.

Com o tema: “A Igreja em estado permanente de missão” e o lema “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8), escolhido pelo Papa Francisco como mensagem do Dia Mundial da Missões de 2022, o Ano Jubilar Missionário foi aberto no dia 20 de novembro com uma live nas redes sociais das Pontifícias Obras Missionárias (POM). A data celebrou ainda os 43 anos das POM no Brasil.

O que celebramos em 2022

No âmbito nacional, os motivos jubilares são:

  • 50 anos de criação do Conselho Missionário Nacional (COMINA);
  • 50 anos das Campanhas Missionárias;
  • 50 anos dos Projetos Igrejas Irmãs;
  • 50 anos do Conselho Missionário Indigenista (CIMI);
  • 50 anos do Documento de Santarém;
  • 60 anos do Centro Cultural Missionário (CCM);
  • 70 anos da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

No âmbito internacional vamos celebrar:

  • 400 anos de criação da Congregação para Evangelização dos Povos;
  • 200 anos do nascimento da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), fundada em 1822 pela venerável Paulina Jaricot;
  • 150 anos do nascimento do beato Paolo Manna, PIME, fundador da Pontifícia União Missionária;
  • 100 anos do motu próprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI, com o qual, em 1922, designou as Obras Missionárias como Pontifícias.

Assista a íntegra da abertura do Ano Jubilar Missionário:

Tags:

leia também