Nordeste 5 lança concurso para escolha da identidade visual da 14ª Romaria da Terra e das Águas

O regional Nordeste 5 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e a Articulação Estadual das Pastorais Sociais/REPAM lançam convite aos artistas para o envio de propostas de arte para o cartaz oficial da 14ª Romaria Estadual da Terra e das Águas do Maranhão que acontece nos dias 02 e 03 de agosto de 2024, nos municípios de Santa Inês a Pindaré Mirim, diocese de Viana.

As propostas devem ser enviadas até o dia 05 de outubro de 2023 para a sede da CNBB/MA, localizada na rua do Rancho, 57, Centro, São Luís-MA; ou enviadas em pdf para o e-mail: cnbbma@cnbbne5.org.

O chão que nos acolhe

A 14ª Romaria acontecerá na diocese de Viana, nos municípios de Santa Inês e Pindaré Mirim. Lugares históricos que estão sob a proteção de Santa Inês e de São Pedro e dos encantados que habitam suas terras, campos e lagos naturais; banhados pelas águas caudalosas e perenes do grandioso Rio Pindaré; berço dos povos Akroá Gamella e Guajajaras, dos quilombolas, das quebradeiras de coco babaçu, das famílias ribeirinhas e pescadoras, dos povos de terreiro, dos “baixadeiros”. Portanto, lugares sagrados de resistência, de festa, de fé e de esperança. Populações e territórios que sofrem, além dos impactos do agro e do hidronegócio, com as cercas elétricas que impedem o acesso aos campos naturais e as cercas do latifúndio que proíbem o acesso aos babaçuais, espaços de reprodução da vida dessas pessoas. Além disso, a região também é atravessada pelos trilhos da Vale que levam as riquezas e deixam o povo ainda mais empobrecido com os impactos ambientais, culturais, sociais e econômicos da mineração. Mas, tal qual a palmeira do babaçu, o povo continua de pé e em luta!

Tema: “Territórios livres das cercas, dos trilhos e do agronegócio”

Lema: “Vou plantá-los no seu chão, de modo que nunca mais sejam arrancados de sua terra”. (Amós 9,15)

O cartaz deve expressar o sentido da romaria, com símbolos/imagens que denunciem esta realidade e anunciem a esperança na defesa da vida nos territórios do Maranhão. Deve conter enquanto elementos obrigatórios: o tema, o lema, o local e data da Romaria. O artista pode utilizar desenho, pintura, xilogravura, fotos, colagem, gravuras, montagem ou computação gráfica, desde que seja de sua autoria.

 

Confira a notícia na íntegra (aqui).

Tags:

leia também