Presidente da CNBB, dom Jaime Spengler, motiva os católicos à doação na Coleta Nacional da Solidariedade, no Domingo de Ramos

Da sede do Conselho Episcopal Latino-Americano e Caribenho (Celam) onde participa, desde o dia 20 de março, do encontro dos secretários-gerais das conferências episcopais do continente, como presidente do Celam, dom Jaime Spengler gravou um vídeo no qual anima os fiéis católicos do Brasil a partilharem seu gesto concreto da Campanha da Fraternidade deste ano com a doação à Coleta Nacional da Solidariedade que será realizada nas comunidades católicas do Brasil no próximo fim de semana.

De acordo com o presidente da CNBB, a Coleta Nacional da Solidariedade é uma expressão concreta da fé cristã em prol dos que mais necessitam. “O povo brasileiro é generoso e acredita naquilo que o Evangelho nos pede: cuidar e promover a vida, afinal somos todos irmãos e irmãs”, reforçou.

Veja o vídeo na íntegra:

 

 

Coleta Nacional da Solidariedade

Os recursos destinados a projetos sociais em todo o Brasil são oriundos da Coleta Nacional de Solidariedade, realizada anualmente no Domingo de Ramos, em todas as comunidades católicas do país. Este é o gesto concreto da Campanha da Fraternidade e forma dois fundos caritativos: o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), os quais têm por objetivo promover a sustentação da ação social da Igreja Católica do Brasil.

Dos valores arrecadados na Coleta Nacional de Solidariedade, 60% do total forma o FDS, em cada diocese. Os outros 40% são enviados para a CNBB, formando o FNS, gerido por um conselho gestor. Compõem este conselho o secretário-geral da CNBB, o presidente e o assessor da Comissão para a Ação Sociotransformadora, o ecônomo, o subsecretário adjunto geral, profissionais do Departamento Social, o secretário de Campanhas e um representante dos secretários executivos dos Regionais da CNBB.

A Campanha da Fraternidade 2023 foi refletida e vivenciada sob o tema “Fraternidade e fome”, diante da situação de retorno do país ao Mapa da Fome. Com três reuniões realizadas durante o ano, o Conselho Gestor do FNS aprovou 240 projetos, distribuindo R$ 6.577.799,88.

Saiba mais sobre os projetos apoiados pelo FNS.

Tags:

leia também