Papa Francisco aceita renúncia de dom Aloísio Alberto Dilli e nomeia novo bispo para Santa Cruz do Sul (RS)

O Papa Francisco acolheu, nesta quarta-feira, 19, o pedido de renúncia apresentado por dom Aloísio Alberto Dilli ao governo pastoral da diocese de Santa Cruz do Sul (RS). O bispo completou 75 anos em 21 de junho do ano passado, a idade definida para que o bispo se torne emérito, deixando as funções de governo na Igreja particular. Sucederá a dom Dilli, o padre Itacir Brassiani, atualmente Superior Provincial para a América Latina dos Missionários da Sagrada Família.

Saudação ao novo bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul

Estimado irmão, monsenhor Itacir Brassiani, MSF,

Recebemos com alegria e esperança a notícia de sua nomeação como novo Bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul, nesta quarta-feira, 19 de junho.

A tarefa deste “Tempo de Cuidar do Rio Grande do Sul” ganha novo impulso com a nomeação de mais um Pastor segundo o coração de Deus para ensinar, santificar e reger o povo confiado, especialmente neste contexto tão exigente para o povo gaúcho, chamado a novamente erguer o Estado, com novas alternativas para o cuidado com a vida na Casa Comum.

Estimamos que suas experiências no âmbito pastoral, na formação dos jovens e na contribuição na Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) possam ser sinais de grandes frutos do seu episcopado.

Sob a intercessão da Sagrada Família, rogamos a Deus um exitoso ministério.

Em Cristo,

Dom Jaime Spengler
Arcebispo da Arquidiocese de Porto Alegre – RS
Presidente da CNBB

Dom João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo da Arquidiocese de Goiânia – GO
1º Vice- Presidente da CNBB

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa
Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife – PE
2º Vice-Presidente da CNBB

Dom Ricardo Hoepers
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília – DF
Secretário-Geral da CNBB

 

Informações biográficas

Padre Itacir Brassiani é o segundo dos três filhos de Segundo Brassiani (in memoriam) e Gema Vêscovi Brassiani, e nasceu em Soledade (RS), distrito de São José do Herval, aos 28 de dezembro de 1959. Em 1962, sua família migrou para o oeste de Santa Catarina, estabelecendo-se no município de Anchieta e dedicando-se à agricultura familiar. Itacir foi agricultor até os 16 anos, depois comerciário. Em 1977, formou-se técnico em contabilidade, exercendo a profissão de auxiliar de contabilidade por dois anos. Em 1979, foi catequista de crisma, na Igreja matriz da paróquia Santa Lúcia, em Anchieta (SC).

Percurso formativo

Em 1980 foi admitido ao processo formativo dos Missionários da Sagrada Família, onde frequentou o Postulantado, licenciando-se em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo, em 1982. No Ano Santo de 1983 fez o ano de noviciado canônico em Caibi (SC), professando os votos e tornando-se Missionário da Sagrada Família no dia 29 de janeiro de 1984. Em seguida, cursou teologia no Instituto Missioneiro de Teologia, em Santo Ângelo (RS), emitindo os votos perpétuos em 1986 e concluindo o curso de teologia em 1987.

Foi ordenado diácono em novembro de 1986, e presbítero por dom José Gomes, bispo de Chapecó, no dia 21 de fevereiro de 1987, na paróquia Santa Lúcia, em Anchieta (SC). É pós-graduado e mestre em Teologia Sistemática pelo Centro de Estudos Superiores da Companhia de Jesus, em Belo Horizonte (MG), com dissertação sobre “A ação do Espírito Santo na história segundo a obra de José Comblim”.

Vida acadêmica e pastoral

Foi membro da Equipe de Pastoral da Rua de Belo Horizonte (MG), nos anos de 1990 e 1991; vigário paroquial da paróquia Sagrada Família, em Santo Ângelo, de 1987 a 1989, e da paróquia São Sebastião da Boa Vista, em Contagem (MG), de 2016-2017. Já a função de pároco foi exercida na paróquia Sagrada Família, de Santo Ângelo, 1993-1997, e na paróquia Santo Antônio, também em Santo Ângelo, de 1987-1988.

Foi formador do Juniorado em três períodos (1987-1989; 1996-1997; 2014-2017); professor de Teologia Fundamental e de Pneumatologia e Graça no Instituto Missioneiro de Teologia, em Santo Ângelo (1988-2008); membro da Equipe de Reflexão Teológica da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), de 2004 a 2007; membro da Comissão de Formação dos Missionários da Sagrada Família (2002-2013); orientador eventual de retiros para a vida consagrada e clero diocesano.

Atuação institucional

No âmbito da Congregação da Sagrada Família, padre Itacir foi superior da Comunidade Local de Santo Ângelo, de 1992 a 1995; conselheiro provincial do Brasil Meridional (1995-1998); superior provincial do Brasil Meridional (1998-2001; 2001-2004; 2017-2021); administrador da Escola Apostólica Sagrada Família, em Santo Ângelo (2005-2007); vigário geral dos Missionários da Sagrada Família (Roma, 2007-2013); superior Interventor da Província Brasil Setentrional (Recife, 2014-2015); superior provincial da América Latina (2021-2024); diretor-tesoureiro da Conferência dos Religiosos do Brasil (2004-2007). Atualmente, é Superior Provincial dos Missionários da Sagrada Família na América Latina, com residência em Passo Fundo (RS).

Agradecimento a Dom Aloísio Alberto Dilli

Estimado irmão,

Receba com essas palavras o afeto de todo o episcopado que se une em gratidão a Deus por seu ministério, que agora entra em nova fase. Com olhar agradecido, recordamos sua profunda dedicação ao serviço evangelizador da Igreja, antes do episcopado com destaque no âmbito da formação e, em seguida, na Pastoral Litúrgica.

A nossa Conferência pôde usufruir de sua dedicação e cuidado com os Textos Sagrados, contando com sua valiosa contribuição, por tantos anos, na Comissão para os Textos Litúrgicos (CETEL). Recordamos a assiduidade com que tem contribuído com artigos formativos para o Portal da CNBB na internet. Hoje, muitos frutos são colhidos por toda a Igreja no Brasil com tamanha oferta.

Neste contexto desafiador pelo qual passa o Rio Grande do Sul, rogamos à intercessão de Nossa Senhora Medianeira de todas as Graças que seja alento e conforto diante das dificuldades, e forte intercessora para ajudar a socorrer a tantos que esperam a presença de cuidado e amor da Igreja.

Em Cristo,

Dom Jaime Spengler
Arcebispo da Arquidiocese de Porto Alegre – RS
Presidente da CNBB

Dom João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo da Arquidiocese de Goiânia – GO
1º Vice- Presidente da CNBB

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa
Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife – PE
2º Vice-Presidente da CNBB

Dom Ricardo Hoepers
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília – DF
Secretário-Geral da CNBB

 

Informações biográficas do novo bispo emérito

Dom Aloísio Alberto Dilli nasceu no dia 21 de junho de 1948, na localidade de Boa Vista, pertencente ao município de Poço das Antas, no Rio Grande do Sul.

Antes de completar 12 anos de idade, entrou no seminário de Taquari, onde cursou o antigo ginásio e científico. Em 1970, fez o noviciado no seminário São Boaventura de Daltro Filho (hoje município de Imigrante). Nos anos de 1971 a 1974, cursou Filosofia na Faculdade Nossa Senhora da Conceição, em Viamão. Em 1973, entrou na Teologia no Instituto de Teologia da PUCRS, em Porto Alegre, concluindo o curso em 1976. Em 1980, voltou aos estudos, fazendo o Mestrado em Liturgia no Pontifício Instituto Litúrgico de Roma.

Fez sua profissão solene na Ordem dos Frades Menores (franciscanos) em 1975 e no dia 1º de janeiro de 1977 foi ordenado padre. Como padre, dedicou a maior parte do seu tempo à formação de novos padres, onde também exerceu as funções de professor e animador vocacional. Foi assim que ele esteve em Taquari, Daltro Filho, Arroio do Meio (1990 a 1995) e Porto Alegre. Além disso teve atuação destacada na província dos Frades Menores de Porto Alegre, onde foi guardião, secretário provincial, moderador da formação permanente, presidente da pessoa jurídica provincial e agente de pastoral.

No dia 27 de junho de 2007, foi nomeado bispo da diocese de Uruguaiana, pelo Papa Bento XVI. Adotou o lema “A Palavra se fez carne” (Jo 1,14). A ordenação episcopal ocorreu na tarde de 2 de setembro de 2007, na cidade de Poço das Antas. No dia 30 de setembro de 2007 tomou posse como bispo na catedral Sant’Ana de Uruguaiana. No dia 13 de julho de 2016, o Papa Francisco o nomeou bispo da diocese de Santa Cruz do Sul. A posse aconteceu na Catedral São João Batista, no domingo, 28 de agosto.

Na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Aloísio Dilli tem contribuído há vários anos como membro da Comissão para Textos Litúrgicos (Cetel). Também em âmbito regional, ele se dedica à liturgia. Atualmente, é presidente da Comissão de Liturgia do Regional Sul 3 da CNBB.

Tags:

leia também